O Que é Notícia Em Sergipe

Café Pequeno em tempos estranhos.

0

Só mesmo Danuza Leão com o seu recém lançado livro…"é tudo tão simples" para me tirar do marasmo literário que por muito pouco não esfriou de vez o meu Café Pequeno. Pérolas como:

“Homens gostam que você deite a cabeça no ombro deles e diga, bem mansinha: “Você me acalma tanto.” Pronto. Não precisa de mais nada, eles adoram ter o poder nas mãos. Com razão, né? E assim caminha a humanidade, com as mulheres trabalhando, ganhando seu dinheiro, e as mais sábias fazendo suas compras (mesmo com seu próprio dinheiro), mas escondendo tudo dentro da bolsa ao voltar para casa. Isso não é traição. É um ato de amor e de preservação do casamento.

“Sobre amizades, mais uma coisinha: se você estiver mal, e precisar de alguém para ouvir que ele te deixou, que o novo trabalho não pintou, ou coisas do gênero, vai ter um monte de gente para ouvir, dar um ombro; mas se ganhou na Mega-Sena, está com um namorado maravilhoso e vai comprar uma ilha em Angra, fique quieta, calada, para evitar olho grande, e não só por isso. Ao contrário do que se diz, amigos existem na hora em que a vida está péssima. Mas se ficar tudo maravilhoso, prepare-se para momentos de grande solidão. Costuma ser difícil suportar o sucesso dos outros.”

Outro dia tomando chop com amigos no Botequim, um charmoso bar no Humaitá, Rio, que será demolido, em breve, numa dessas incorporações arrasa quarteirão concluímos que vivemos tempos estranhos. Sabemos tudo em tempo real e estamos apáticos e enfastiados.
Não que assuntos como Pinheirinho, ou o desabamento dos edifícios no Rio não me tirem do sério, mas há muito percebi que… aquela garota que ia mudar o mundo…não pode fazer quase nada com seus escritos que não chegam sequer a fazer cosquinha no país do jeitinho, carnaval e futebol. Daí o marasmo!

-É isso Cris, como você disse, vivemos mesmo tempos estranhos… E isso me dá fastio!

Feliz 2012

Comentários