O Que é Notícia Em Sergipe

Resta o julgamento popular

0

Sergipe ficou assombrado diante da anulação dos rumorosos processos contra deputados sergipanos, todos acusados de terem metido a mão grande nos milhões da Assembleia. Por uma falha processual, o Tribunal Superior Eleitoral simplesmente extinguiu as 22 condenações. Conforme a inesperada decisão, os parlamentares condenados pela Justiça de Sergipe voltaram a ser ficha-limpa, estando aptos para disputar as próximas eleições. Ninguém foi inocentado, porém, como os senhores ministros anularam os processos, fica o dito pelo não dito. Resta saber se o povo sergipano também vai inocentar os políticos acusados do crime contra o erário, reelegendo-os para novos mandados. Caso o faça, só restará a quem defende a moralidade com a coisa pública e a punição aos políticos ficha-suja, botar a viola no saco e ir tocar em outras paragens. Talvez em Pasárgada, onde se é amigo do rei. Misericórdia!

Eleitor desiludido

Pesquisa do Ibope feita em 128 municípios do país escancara a desilusão dos eleitores. Nada menos do que 59% dos dois mil entrevistados preferiram não responder (28%) ou prometeram votar em branco e anular os votos (31%). Juntos, todos os presidenciáveis somam 42%. Registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o número BR-02265/2018, a consulta foi realizada entre os dias 21 e 24 deste mês. A margem de erro é de 2 pontos percentuais.

Agora vai

Laércio Passos (PSC), ex-prefeito de Rosário do Catete, será o novo presidente da Empresa Sergipana de Turismo (Emsetur). Ele substituirá Cincinato Júnior, atual secretário de Turismo e que vinha respondendo interinamente pela estatal. Aliás, Cincinato está na Secretaria desde abril passado, em substituição ao o ex-prefeito de Socorro, Fábio Henrique (PDT). E assim caminha a humanidade!

Conversa fiada

Vejam algumas mentiras que nunca faltam no horário eleitoral gratuito, previsto para começar no dia 31 de agosto: “Você me conhece”; “Se eleito for, vou construir mais escolas e casas populares”; “Podem vasculhar o meu passado. Não vão encontrar nada!”; “Sou muito melhor do que os que aí estão!”; “Nesse bolso nunca entrou dinheiro desonesto!”; “Vote em mim que você não se arrependerá”. O eleitor deve ficar ligado para não ser enganado!

Último a receber

Pré-candidato a governador, o senador Eduardo Amorim (PSDB), já começou a fazer promessas. Ele jura que se for eleito, só receberá o próprio e gordo salário após os servidores terem recebido os quaraminguar. A questão não é o governador receber por último, mas a folha de pessoal e dos aposentados ser paga rigorosamente em dia. Aff Maria!

Terra de ninguém

Sergipe está se transformando numa terra de ninguém, onde se mata por qualquer motivo. A ausência dos policiais militares das ruas tem estimulado a ação criminosa dos bandidos. Impotente, o governo estadual deixa a coisa como está pra ver como é que fica. Para quem mora na periferia de Aracaju e na zona rural do interior, pior do que está não fica. Cruz credo!

Aracaju na rabeira

Aracaju é a sexta capital com pior desempenho em desenvolvimento, segundo o Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal 2018. Divulgado ontem, o estudo analisou as estatísticas de saúde, educação, emprego e renda de 500 municípios. A capital sergipana ficou à frente apenas de Porto Velho, Manaus, Maceió, Belém e Macapá. A capital melhor avaliada foi Florianópolis, seguida por Curitiba.

Fique de olho

A Justiça Eleitoral adverte que a responsabilidade do eleitor vai além do voto. Cada cidadão pode fiscalizar a atuação dos candidatos durante a campanha, para conferir se estão agindo de acordo com a lei. Deve ainda prestar atenção nas propostas dos candidatos e analisá-las antes de escolher em quem votar. Cabe também aos eleitores cobrar dos políticos eleitos tudo o que eles prometeram durante a campanha. Portanto, fique atento!

Livre para voar

E quem está sorrindo de orelha a orelha é o pré-candidato a senador Heleno Silva (PRB). Tudo porque o processo contra ele foi extinto pelo desembargador Cid Marconi, vice-presidente do Tribunal Regional Federal da 5ª Região. Heleno, portanto, volta a ser ficha-limpa, após anos condenado sob a acusação de ter se locupletado com dinheiro público. Marminino!

Dinheiro fácil

Sugestão para os pré-candidatos que não sabem aonde conseguir dinheiro para gastar na campanha eleitoral: pegue R$ 3,50 e faça uma fezinha na Mega-Sena. A loteria está acumulada e deve pagar amanhã R$ 4,5 milhões a quem acertar sozinho as seis dezenas sorteadas. De uma coisa pode ficar certo: para alguns pré-candidatos, é mais fácil ganhar a bolada da Mega-Sena do que conseguir votos suficientes para se elegerem.

Recorte de jornal

Publicado no jornal aracajuano O Republicano, em 1º de julho de 1890

Resumo dos jornais

Comentários