Feito na América
Barry Seal vira um narcotraficante do cartel de Medellin
  

(American Made/Barry Seal). EUA, 2017. Direção de Doug Liman. Roteiro de Gary Spinelli. Música de Christopher Beck.; Produção de Brian Grazer, Doug Davison, Brian Oliver, Tyler Thompson e Kim Roth.  Direção de Fotografia: Cesar Charlone. Montagem de Andrew Mondshei Shaar, Klein Dylan Tichenor. 114m, 14 anos. Cia Produtora: Cross Creek Picutres, Imagine Entertainment, Quadrant Pictures, Vendian Entertainment, Hercules Film Fund.Distr. nos cinemas: Universal Pictures. Com Tom Cruise, Domhnall Gleeson, Sarah Wright Olsen, Alejandro Edda, Caleb Landry Jones, Jayma Nats, Jesse Piemons, Lola Kirk.

Gênero -  Suspense

Sinopse – Na década de 80, depois de haver trabalhado como piloto de TWA, a maior aerolineas americanas, Barry Seal converteu-se em um narcotraficante do cartel de Medellins. Posteriormente, é recrutado pela CIA como mercenário para realizar trabalhos de inteligência para eles. Ademais, converte-se em um informante para a DEA, a administração para o Controle de Drogas, devido a seus conhecimentos na matéria.

Apreciação – Doug Lima, diretor de vários filmes independentes, rende-se à produção A americana, comandada pelos estúdios. Dirige agora um ator campeão de bilheteria, que é o veterano Tom Cruise mas reúne no elenco de apoio muitos atores desconhecidos  ou estreantes nas telas.  Como se trata de um roteiro ficcional, mas com um personagem que realmente existiu, Barry Seal, o filme pode ter atrativos a mais.

Fique de Olho – Na fotografia do latino-americano Cesar Charlone.

Compartilhar:
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
Novidades
Anúncio
Classificados
Infonet
Rua Monsenhor Silveira 276, Bairro São José | Aracaju-SE, CEP 49015-030