AjuPlay celebra 50 dias de projeção da cultura local

0
AjuPlay recebe maratona de produções para celebrar 50 dias de projeção da cultura local (Foto: Funcaju)

As inserções semanais de filmes, shows e espetáculos inéditos produzidos pelos artistas aracajuanos, vão consolidando a plataforma de streaming AjuPlay como uma referência cultural em todo o País. Cumprindo o propósito de fomentar a cultura, estimular as produções culturais em diversas linguagens e, sobretudo, projetar os artistas locais para uma audiência sem fronteiras, o streaming completou 50 dias de existência na última sexta-feira, 7.

Para comemorar os primeiros 50 dias de plataforma, a Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju) vai disponibilizar 50 lançamentos no streaming a partir das 19h desta sexta-feira. Serão mais de 40 shows e apresentações musicais de artistas sergipanos, gravadas ao longo de 2020, em projetos como Som de Barzinho, Aracajueiro e Quinta Instrumental. Filmes e espetáculos teatrais também estão sendo incorporados na plataforma, proporcionando a maior maratona de entretenimento para os usuários do streaming desde o seu lançamento.

O projeto desenvolvido pela Prefeitura de Aracaju, através da Funcaju, é um dos pioneiros em disponibilizar, de forma gratuita, produções culturais no formato de streaming, valorizando a arte local, criando oportunidades para a classe artística, e contemplado a população aracajuana com o melhor da produção cultural do estado. O acesso ao site pode ser feito através de qualquer aparelho conectado à internet, pelo endereço eletrônico www.ajuplay.com.br.

Entusiasta do streaming e da política cultural de permitir acesso à cultura através dos ambientes digitais, o presidente da Funcaju, Luciano Correia, comemora a marca atingida. “A plataforma AjuPlay é uma das melhores dos últimos anos para o público e para nossos artistas. Agora, vamos comemorar seus primeiros 50 dias com a postagem de mais 50 novos produtos, incluindo parte dos espetáculos realizados no ano passado, com projetos oriundos do primeiro edital do Janela para as Artes. Além de divulgar esses artistas, faz circular sua produção musical e audiovisual no mundo inteiro”, pontua.

Programação

Filmes

Interdito – Gladson Galego e Ch Malves
Alice- Dominique Mangueira
Pedalando à contramão- Coruja Mística
As 200 Janelas da Rua da Aurora- Sérgio Borges
Morena dos Olhos Pretos- Isaac Dourado
Era pra ser o nosso Road Movie-  Carolina Timoteo, Clecia Borges, Júlia da Costa e Lucas Menezes.

Música
Quinta Instrumental
Alex Marques
Denisson Cléber
Entre Madeiras
Ítalo Neno
Lito Nascimento
Pilão de Pif
Quinteto Saxaju

Aracajueiro
Alex Sant’ana
Banda Açocena
Banda Joba
Banda Maua
Fábio Ribeiro
Heitor Mendonça
Mayra Félix
Pedro Luan

Som de barzinho
Alice Nou
Ana Guedes
Betto Vidall
Café Suado
Denys Benn
Érica Sá
Fabinho Mello
Fernando Carateús
Gutierre de la Peña
João Luís
Karla Isabella
Lari Lima
Lene Hall
Mimi do Acordeon
Násio
Papudogil
Rafa Costa
Rebecca Melo
Robson Mineiro
Roney Peterson
Sambarzinho
Tinho Marinho
Tonho Baixinho
Torugo
Ultrasamba
Val e Júlio
Zanny

Artes Cênicas
Nó sem fim- Bruno Kelvernek
Solo de circo- Fabrícia Alves
Solo de dança- Judy Ben
Leitura dramática- Carol Jardim

 

Fonte: Funcaju

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais