Antonio Nóbrega em “Lunário Perpétuo”

0

Na quinta-feira 5, o multiartista pernambucano Antonio Nóbrega apresenta o show Lunário Perpétuo, ancorado no CD homônimo lançado ano passado em comemoração dos seus 30 anos de carreira. O espetáculo musical é também uma aula de cultura popular com um repertório recheado de frevos-de-rua, décimas, sextilhas, carretilhas e marcha-de-bloco. Entre as canções, estão o folguedo de cavalo-marinho que dá nome ao show e CD, “Canjiquinha”, do paraibano Lourival Oliveira (autor da célebre coleção de frevos dedicados aos cangaceiros do bando de Lampião), o choro, “Pagão”, de Pixinguinha, “Romance da filha do imperador”, “Romance da Nau Catarineira” e “A morte do touro Mão de Pau”, do dramaturgo Ariano Suassuna, “Carrossel do destino”, de Bráulio Tavares, a marcha-de-bloco “Delírio”, de Antonio José Madureira e Marcelo Varella, e dois frevos clássicos: “Luzia no frevo”, de Antonio Sapateiro, e “Lágrimas de um folião”, de Levino Ferreira, considerado o maior compositor de frevos de todos os tempos. Acompanhado de músicos de primeira linha, Nóbrega toca rebeda em quase todas as músicas, além de violão, viola e pandeiro. O show também traz de volta o personagem Tonheta, que marcou a carreira do artista. ANTÔNIO NÓBREGA Com o espetáculo Lunário Perpétuo. Figurino: Eveline Borges. Cenografia: Dantas Suassuna, artista plástico filho do escritor e dramaturgo Ariano Suassuna. Dia: 05 (5ª) Horário: 21 horas Local: Teatro Tobias Barreto. Preço: R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia).

Comentários