ASSALTO À 13ª DP

0

(Assault on Precint 13). EUA, 2004. Direção de Jean François Richet. Roteiro de James DeMonaco, baseado em roteiro de John Carpenter. Produção de Pascal Caucheteau, Jeffrey Silver, Stephen Sperry e Stephany Sperry. Música de Graeme Revel. Direção de Fotografia: Robert Ganz. Desenho de Produção: Paul D. Austerberry. Direção de Arte: Nigel Churcher. Montagem de Bill Pankow. 99 min. Cia. Produtora: Focus Features, Why Not Productions, Rogue Pictures, Liaisons Filmes. Distr. no Brasil: UIP. Elenco: Ethan Hawke, Laurence Fishburne, Drea de Matteo, Gabriel Byrne, Kim Coates, Matt Craven, Robert Hayley, Já Rule, Maria Bello, John Leguizamo, Brian Dennehy, Arnold Pinnock, Peter Bryant, Dorian Harewood e Hugh Dillon.

Gênero: Ação e Suspense.

Sinopse – Na noite de ano novo, em um distrito policial que está prestes a ser desativado. Jack Roenick precisa organizar os policiais em plantão que vigiam os presos do local. Até que surge a ameaça de uma gang, que pretendia invadir o distrito policial para resgatar seu líder, Marion Bishop. A possível invasão faz com que policiais e bandidos tenham que se unir para enfrentá-los.

Apreciação – Como o recente “O Massacre da Serra Elétrica” refilmagem de um filme B, realizado com poucos recursos, mas que se transformou em um clássico cult. O filme original, de John Carpenter, aliás, a película que o revelou, nunca foi exibido no Brasil, mas fez grande sucesso junto ao público a cópia pirata que apareceu nas locadoras. O filme de 1976 é, ainda hoje, uma obra fundamental para entender o cinema americano dos anos 70. A nova versão, mais rica e ambiciosa, tem a direção de um francês, Jean François Richet, mas não fez o sucesso da versão anterior. É preciso assisti-lo, portanto.

Fique de Olho – Em alguns veteranos em cena. Tem John Leguizamo, Gabriel Byrne, Kim Coates, Matt Craven e, principalmente, Brian Dennehy. Todos eles, ótimos atores.

Comentários