Espíritos – A morte está ao seu lado

0

(Shutter). Tailândia, 2004. Direção de Banjong Pisanthanakun e Parkpoom Wongpoom. Roteiro de Pisanthanakun, Sopon Sukdapisit e Wongpoom. Produção de Yodphet Sudsawat. Música de Chartchai Pongprapagan. Direção de Fotografia: Niramon Ross. Edição de Manop Boonvipat e Lee Chatametikool. Cia. Produtora: GMM Phenomena, Golden Screen. Distr. no Brasil: Playarte. 14 anos, 97min. Elenco: Ananda Everingham, Natthaweenranuch Thongmee, Achita Sikamana, Unnop Chanpaibool, chachchaya Chalemphol, Panitan Mavichak, Sivagom Muttama, Kachomsak Naruepatr, Titikan Tongprasearth, Achita Wuthinounsurasit, Saifon Nanthawanchai, Abhijati Jusakul

 

Gênero: Terror

 

Sinopse – Thun, um jovem fotógrafo e sua namorada Jane atropelam acidentalmente uma pedestre. Eles fogem da cena do crime e retornam suas vidas normais, em Bangkok. A partir de então Jane passa a ser atormentada por estranhos pesadelos, enquanto que Thun nota que em suas fotos aparecem estranhas figuras, parecidas com fantasmas. O casal decide investigar o fenômeno e encontra outras fotografias, com imagens sobrenaturais.

 

Apreciação – Uma raridade absoluta: um filme procedente da Tailândia. Só podia mesmo ser traduzido por distribuidora independente. O problema é que a película parece investir no inusitado e até especular sobre vida após a morte. A questão é saber se o filme realmente impressiona ou apenas é mais a investir na ingenuidade dos seus aspectos. Não é preciso dizer que, da equipe técnica aos atores, não há um só nome conhecido. É arriscar, portanto.

 

Fique de Olho – No exotismo do filme. Natural, quem foi que já existiu um filme da Tailândia? É por aí.

Comentários