Exposição: “Projeto Tamar – 25 Anos”

0

Até o dia 08 de julho, acontece a exposição Projeto Tamar – 25 Anos na Galeria do Espaço Cultural Yázigi. A mostra traz imagens e informações sobre as atividades da instituição, espécies de tartarugas, os trabalhos de conservação e desenvolvimento comunitário, ameaças às espécies e centros de visitantes.

“O Projeto Tamar-Ibama, patrocinado pela Petrobras, atua há 25 anos na pesquisa, proteção e manejo das cinco espécies de tartarugas marinhas que ocorrem no Brasil – todas ameaçadas de extinção: cabeçuda (Caretta caretta), de pente (Eretmochelys imbricata), verde (Chelonia mydas), oliva (Lepidochelys olivacea) e de couro (Dermochelys coriacea). Criado em 1980, o Tamar é reconhecido internacionalmente como uma das mais bem sucedidas experiências de conservação marinha. O trabalho de ação sócio-ambiental, desenvolvido com as comunidades situadas nas suas áreas de atuação, serve de modelo para outros países. A Fundação Pró-Tamar é a organização não governamental que gerencia o Projeto, em parceria com o Ibama/Ministério do Meio Ambiente.

Em Sergipe, ocorre a maior concentração de desovas conhecidas da tartaruga oliva (Lepidochelys olivacea) no Brasil. Ocorrem também as espécies cabeçuda (Caretta caretta), verde (Chelonia mydas) e de pente (Eretmochelys imbricata). No Estado são três bases: Pirambu, sede regional (área de desova); Ponta dos Mangues (área de desova e alimentação) e Abaís (reprodução), que funciona somente durante a temporada. No total, são protegidos 125 quilômetros de praias. O Tamar construiu e administra o Oceanário de Aracaju, o primeiro implantado no Nordeste. Em Pirambu funciona uma das confecções do Projeto e o Centro de Educação Ambiental. Em Ponta dos Mangues, o Tamar apóia o programa de criação de ostras na comunidade. São também promovidos vários eventos voltados para a promoção e valorização da cultura e folclore regionais, como o Culturarte e o Lariô da Tartaruga.”

Comentários