Lucas Campelo lança single com a cordelista Izabel Nascimento

0
Música relembra tradição do sertão sergipano, com repente nordestino, cordel e baião (Foto: Luiza Santana)

O sanfoneiro sergipano Lucas Campelo acaba de lançar seu mais novo single, “Repentina”, disponível nas plataformas digitais. Em parceria com a cordelista conterrânea Izabel Nascimento, a música traz uma sonoridade do interior que remete à origem do Baião, com ponteio da viola e badalar da boiada, e à atmosfera melódica do sertão, com referência aos cânticos de repentistas pela voz de Lucas. Literatura de Cordel, Baião, nordeste e sergipanidade vigoram na nova canção do músico.

Lucas Campelo conta que a música foi inspirada nos escritos de sua amiga cordelista. “Izabel Nascimento traz a força da tradição, referência e representatividade da cultura nordestina e do protagonismo da mulher no universo literário. Durante a pandemia, sua escrita poética apresentou contextos que vão da saudade à comicidade. Suas publicações nas redes virtuais me inspiraram a compor uma melodia. Assim, nasceu mais uma parceria nossa”, revelou o sanfoneiro.

A capa do single é uma xilogravura assinada pelo artista Jeferson Campos, que ganhou uma edição gráfica em cores por Luiza Santana. Vale destacar que, ainda nesta semana, “Repentina” ganhará um Lyric Vídeo, também produzido por Luiza, em abertura às comemorações de aniversário do rei do Baião Luiz Gonzaga [nascido no dia 13]. Inscreva-se no YouTube de Lucas Campelo e não perca.

Em “Repentina”, Lucas Campelo assina os arranjos, a voz principal, a sanfona, o badalo e o violão. A cordelista Izabel Nascimento participa com a composição poética e declamação do cordel que, vale ressaltar, ganhou uma sonoridade da era do rádio, deixando tudo com cara de antigamente. Esse efeito foi elaborado na mixagem e masterização, que ficou por conta do músico Kelvin Farias.

Ficha Técnica de “Repentina”

Izabel Nascimento: composição poética e declamação
Lucas Campelo: arranjos, voz principal, sanfona, badalo, violão e sanfona
Kelvin Farias: mixagem e masterização;
Jeferson Campos: xilogravura (arte da capa)
Luiza Santana: edição em cores da arte da capa e Lyric Video

Fonte: Assessoria de Imprensa 

Comentários