Museu da Gente exibirá programa com Erasmo Carlos e artistas de SE

0
Programa recebe o cantor Erasmo Carlos e artistas sergipanos. A exibição será pela TV Sergipe no dia 20 de dezembro, após o Fantástico (Foto: Márcio Dantas)

Em 2020, ano repleto de desafios, a reinvenção e a imaginação estiveram muito presentes. Nada aconteceu num passe de mágica, foi preciso ser um tanto acrobata e, em muitos momentos, fugir da realidade e recorrer à arte. Neste cenário, em que é fundamental sonhar, acontece mais um NATAL DA GENTE. Em formato de programa de televisão, o especial terá como tema ‘A Fábrica de Sonhos’, anunciando o desejo de dias melhores para todos os sergipanos.

Realizado pelo Instituto Banese, Museu da Gente Sergipana Gov. Marcelo Déda e Governo de Sergipe, com o patrocínio do BANESE e apoio da TV Sergipe, o NATAL DA GENTE, que já é tradição no calendário cultural, tem como objetivo proporcionar uma programação repleta de magia, encantos e simbolismos, que caracterizam o ciclo natalino, além de celebrar o aniversário de nove anos do museu. Atendendo à necessidade de evitar aglomerações, este ano o evento adotou o formato de programa, que será transmitido pela TV Sergipe no dia 20 de dezembro, após o Fantástico.

Totalmente gravado no museu, o átrio se transformou em uma fábrica de sonhos repleta de referências regionais de um Sergipe diverso. As cores do Reisado, o encanto do Mamulengo de Cheiroso, a acrobacia circense, os acordes da Orquestra Jovem de Sergipe e as vozes de cantores locais compõem uma festa de natal com identidade sergipana.

No programa, o encontro de ritmos, estilos e épocas não poderá faltar e será brindado pela presença do cantor Erasmo Carlos, ícone da música popular brasileira. O Tremendão, parceiro do rei Roberto Carlos e um dos pioneiros do rock em língua portuguesa, cantará alguns de seus sucessos e dividirá o palco com os sergipanos Amorosa, Raquel Diniz, Sandy Alê, Julico, Maysa Reis e Nadir da Mussuca.

“O Natal da Gente este ano tem o propósito maior de transmitir uma mensagem de fé e esperança a todos os sergipanos. Não nos reuniremos no museu, como acontece sempre, mas estaremos juntos na cadência de nossas expressões, ritmos e cores em um programa especial de natal preparado com muito encanto e magia, despertando memórias afetivas e celebrando um Sergipe plural e verdadeiro”, afirma o diretor superintendente do Instituto Banese, Ezio Déda.

Durante a gravação do programa não foi permitida a presença de público e todas as medidas de segurança referentes ao distanciamento e higienização foram adotadas pelos artistas e profissionais envolvidos, incluindo a realização de testes e a identificação das pessoas autorizadas a estarem no ambiente, obedecendo às medidas sanitárias preventivas contra a pandemia.

 

Fonte: Instituto Banese

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais