O HOMEM DO ANO

0

Ainda bem que encontraram brecha na programação para o lançamento deste filme brasileiro de José Henrique Fonseca, que fez boa carreira nas bilheterias no eixo Rio-São Paulo. Filho do notável escritor Rubem Fonseca, este é o responsável pelo roteiro, baseado no livro de Patrícia Melo, “Os Matadores”, ele também um best seller. Mas o caminho não tem sido cor de rosa para José Henrique Fonseca: em um site especializado em cinema, Marcelo Janot conclui que “O Homem do Ano” é um tremendo desperdício de talentos, um equívoco quase completo que se perde no exibicionismo, e apesar de alguns momentos, não se justifica. Se você não se impressionar com esta opinião, verá que o diretor buscou a influência de Quentin Tarantino, de “Pulp Fiction”, para fazer um filme cuja violência vai do começo ao fim. É a história de Maiquel, que mata uma primeira vez e termina se tornando matador profissional e, por fim, o rei do pedaço. O seu desejo, porém, era ter uma vida normal como o resto do mundo. O filme capricha na violência – influência de “Cidade de Deus” – e numa narrativa estilizada. Pelo menos dois atores destacam-se no espetáculo: Murílio Benício e Jorge Dória. Fique de Olho – Além dos dois atores citados acima, outros nomes interessantes estão em cena: Claudia Abreu, Natalia Lage, Paulo César Pereio, Carlo Mossy, Agildo Ribeiro, Marilu Bueno (tantos veteranos de volta, não é mesmo?). E também alguns nomes novos: Lázaro Ramos, Mariana Ximenes, Paulo Moska, André Gonçalves. Onde e Quando Ver Moviecom Shopping Riomar – Dia 04/11 17:00 Site Oficial

Comentários