Família de adolescente atropelado na Orla pede punição a motorista

0
Fabrício tinha 13 anos (Foto: Portal Infonet)

A voz ainda embargada tornava impossível disfarçar a dor de ter perdido o jovem filho em um trágico acidente. O pai, Fábio Souza da Silva, estava retornando do trabalho quando recebeu a notícia, através da imprensa, que Fabrício Souza Silva, 13 anos, havia sido atropelado na Orla de Atalaia, na tarde da quarta-feira, 24. Na manhã desta quinta, 25, a família e os vizinhos tiveram que velar o corpo do jovem, que não resistiu ao choque entre o carro e a bicicleta em que estava, e faleceu ainda no local do acidente.

De origem humilde, Fabrício, segundo o pai, costumava brincar sempre com os amigos no Loteamento Nova Liberdade III, no bairro Olaria, onde morava. Porém, na tarde de ontem, o adolescente saiu com dois colegas de bicicleta para ir à praia, que testemunharam quando um veículo Pick-up de cor branca atingiu Fabrício.

O motorista do carro fugiu do local sem prestar socorro, segundo testemunhas ouvidas pela polícia. E, de acordo com Fábio, a família irá cobrar justiça e punição ao condutor do veículo. “Eu vou querer justiça. Quero esse cara preso, porque foi meu filho, mas poderia ter sido um dos outros meninos ou qualquer outra pessoa”, declara.

Corpo do adolescente foi velado em uma igreja evangélica do bairro (Foto: Portal Infonet)

Vizinha da família, Jussara Amanda conta que Fabrício era um jovem educado, que costumava sempre ajudar as pessoas do local. “É um menino que vai deixar saudades. Ele era educado, atencioso, respeitava os mais velhos, era uma criança muito boa”, relata.

O sepultamento está marcado para esta quinta-feira, a partir das 14h.

Investigações

Responsável pelas investigações do caso, a delegada Daniela Lima informou que a polícia está analisando as imagens das câmeras que estão instaladas na região, com o intuito de identificar o condutor do veículo. “Pelo posicionamento da câmera, é possível registrar o momento da fuga e registra inclusive a reação das pessoas”, explica.

De acordo com a delegada, ainda não foi possível identificar a velocidade do veículo no momento do acidente, mas a perícia especializada da criminalística já está trabalhando para obter essas informações. “Concluindo o trabalho da coleta de imagens, iremos verificar a viabilidade junto a perícia criminalística de se fazer a perícia de análise de conteúdo de imagem. A partir das imagens, iremos estimar a velocidade do veículo e isso vai servir de prova determinante para análise da responsabilidade do condutor”, afirma.

Acidente ocorreu na tarde de ontem (Foto: Guia 4 rodas/ Arquivo)

A polícia pede que caso alguém possua informações que possam ajudar na investigação, que entre em contato com a Polícia Civil através do telefone 181.

por Yago de Andrade

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais