Comunidade protesta e pede justiça para morte de jovens

0
Protesto foi realizado na avenida Visconde de Maracaju (Fotos: Portal Infonet)

Moradores da localidade conhecida como “Baixa da Cachorrinha”, que fica no bairro 18 do Forte, realizaram uma manifestação na noite desta quinta-feira, 12, para pedir a punição dos responsáveis pela chacina na região. Com sofás e pneus velhos, os manifestantes bloquearam os dois sentidos da Avenida Visconde de Maracaju.

De acordo com a dona de casa, Ana Claudia, que preferiu não mostrar o rosto, a comunidade pede justiça para o caso e também segurança para as famílias. De acordo com ela, testemunhas afirmam que policiais civis seriam os autores do crime que vitimou quatro pessoas na última quarta-feira, 11. “Chegaram atirando no meio de crianças e idosos. Hoje já vieram debochar dos familiares das vítimas. Queremos justiça para que outras pessoas não morram. Em vez de ter medo dos bandidos, a gente tem medo dos policiais”, conta.

Com cartaz na mão, Michele Silva pede justiça para o caso

Michele Silva, que também é moradora do local, conta que o sentimento entre as famílias é de medo. “Queremos justiça. Eles passaram ameaçando todo mundo com crianças e idosos na porta. Tem famílias sendo ameaçadas”, acusa.

O protesto foi iniciado por volta das 18h e finalizado às 20h30. Além da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e agentes da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) estiveram no local. A via já está liberada para o trânsito.

Investigações

Em entrevista concedida ao Portal Infonet na tarde desta quinta-feira, 12, o delegado André Gouveia, do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), informou que ainda não encontrou pistas que levem à elucidação da chacina. Ele destacou que as investigações estão apenas começando e que, embora não tenha ainda identificado pistas que levem à autoria do crime, não descarta as versões que ouviu no local onde os jovens foram executados. “Só posso dizer que as investigações estão apenas começando e que muitas coisas foram ditas no local do crime, mas nada tem embasamento”, ressaltou Gouveia.

Trânsito no local ficou congestionado

Entenda o caso

Quatro pessoas foram assassinadas a tiros em frente a uma residência, localizada na rua D, na região conhecida como Baixa da Cachorrinha. Testemunhas afirmaram que quatro homens teriam chegado em um veículo de modelo Gol, de cor branca, e realizados os disparos contra as vítimas.

Foram mortos os jovens Willian Torres Santos, 22, José Wellington da Conceição Santos, 18, Leonardo Oliveira dos Santos, 18, que morreram no local e o outro, conhecido como Nelson, que residia na casa onde o crime aconteceu e morreu a caminho do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse).

Por Verlane Estácio

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais