Blogs

Odilon Machado

Professor emérito da Universidade Federal de Sergipe, onde foi chefe do Departamento de Física e Diretor do Centro de Ciências Exatas e Tecnologia. Vem colaborando como articulista com o Jornal de Sergipe, Gazeta de Sergipe, Jornal da Cidade e o Correio de Sergipe. É autor do livro de crônicas “Despercebido, …mas não indiferente”, e outros trabalhos de interesse acadêmico.

Quantas divisões tem o Papa?

A título de anedota, a frase foi dita em 1935, num encontro entre Pierre Laval, então Ministro de Negócios Estrangeiros da França, e Joseph Stalin, o todo poderoso Czar da Rússia Soviética. Laval tentava assinar um pacto de…

O exótico e o caótico

Eis que entro no site do jornal francês, Le Monde, e leio destacado como grande notícia. Estava sendo aguardado, com grande surpresa, a presença do Cacique Raoni, num encontro do partido “Em Marche”, pertencente ao Presidente Emmanuel…

Impertinências e Flatulências.

Tecendo considerações sobre a personalidade dos povos, Leon Tolstoi desenha em “Guerra e Paz”, personagens reais e fictícios, nos cenários onde guerreiros de variada etnia e nacionalidade; alemães, russos, austríacos, franceses e ingleses,…

Um Novo Semestre

O segundo semestre de 2019 começa com os Poderes Legislativo e Judiciário retomando suas atividades após um breve recesso de alguns dias. No Poder Judiciário, o STF conseguiu se deslocar da berlinda onde se encontrava com as acusações de…

Peitando e Pautando

Uns dizem que ele fala demais. Querem-no calado, para melhor criticá-lo como medroso. Outros dizem que é um poldro xucro a se contradizer a todo instante, fruto de uma personalidade claudicante. Beletristas formadores de opinião se…

Móveis dos palácios

Os móveis dos palácios permanecem, enquanto os seus ocupantes partem. Se os tamboretes e assentos, imponentes tronos ou confortáveis poltronas, as simples cadeiras palacianas pudessem ter vida, registrariam bastante, e bem poderiam…

O sempre perigoso “centrão”.

Há pessoas que não se cansam de denegrir o movimento militar de 1964. Não direi que entre elas estejam apenas aqueles bem pensantes, que possuem boa consistência ideológica, mesmo que pueril e equivocada. Direi, que muitos não se veem…

Verdades e equívocos.

Volto ao tema anterior, não para refletir sobre o Brasil e o mundo vistos de fora, mas para ficar um pouco mais aqui dentro em terras antropófagas caetés, tentando sair do botocudo lugar comum, enquanto caverna escura editorial dos nossos…