Blogs

Odilon Machado

Professor emérito da Universidade Federal de Sergipe, onde foi chefe do Departamento de Física e Diretor do Centro de Ciências Exatas e Tecnologia. Vem colaborando como articulista com o Jornal de Sergipe, Gazeta de Sergipe, Jornal da Cidade e o Correio de Sergipe. É autor do livro de crônicas “Despercebido, …mas não indiferente”, e outros trabalhos de interesse acadêmico.

“Samiadores de miséra”.

Quando eu era menino, menor de dez anos ou pouco mais, eu passava as férias escolares numa fazenda, no interior do Estado. No mês de julho plantava-se cana. Quando era verão, a cana era colhida e levada para as Usinas da região em…

O Complexo e o Desconexo.

Nós brasileiros temos a mania de pronunciar corretamente os nomes das personalidades estrangeiras. Quando eu era criança, por exemplo, lembro ter corrigido um parente idoso que lera “duig eisenhover” numa notícia de jornal sobre a visita…

Aberta a temporada de caça

Está aberta a temporada de caça. Caçada de que? De tatu, de coelhos, de ratos? Não é de que! É de quem! De Bolsonaro, ora essa, o único animal nocivo que possui nome, sobrenome e endereço! Só não tem partido político…

Degolando Deus.

A Semana Santa de 1921 pertence agora ao passado. Para os que não são frequentadores da Igreja, restou um feriado mal aproveitado, com praias fechadas e cervejas esvaziadas, encrencando com mulher e filhos, todos presos no ainda não…

Banquetes, ó esses banquetes!

Primeiro ocorreram os banquetes e com eles: discursos e brindes. O ano era o distante 1848, tempo em que reinava na França o “monarca burguês” ou rei financeiro, Luís Felipe. A França houvera experimentado de tudo, da monarquia à…

Vamos em frente

A julgar pela rebeldia esboçada pelo Presidente Artur Lira e pelo agir flegmático do também Presidente Rodrigo Pacheco, o Congresso renova, mais uma vez, velha enfermidade golpista da nossa República. Dizem, que tudo vem de um decantado…

Procurando assunto para escrever.

Procurando assunto para escrever, evitando o medo e a tristeza, e tentando fugir do lugar comum, saí pesquisando na imprensa que visito, algo que me fosse interessante para desenvolver e compartilhar. Antes, porém, muitas perdas…

De uma cajadada…

De uma cajadada, uma, ou tripla cacetada, o STF atordoou o noticiário das próximas eleições presidenciais. De repente, eis que Lula teve alimpada a sua ficha eleitoral, que restou mais alva que os lírios do campos e as aves do céu, a…

Amontoando o nada, ainda!

Vez em quando ou toda a vida, eu amontoo o nada. Escrevo besteiras para deleitar o vulgo, a ignorância, e até a petulância dos que se arvoram bem maiores por melhor pensantes. É sempre bom mexer com os cérebros. Forçá-los a se…

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais