Blogs

Lúcio Prado

Lúcio Antônio Prado Dias é médico, membro da Academia Sergipana de Medicina, do Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe, da Academia Sergipana de Letras e atualmente preside a Sociedade Brasileira de Médicos Escritores – Regional Sergipe além de Secretário Geral da Federação Brasileira de Academias de Medicina- FBAM.

ANTONIO, AUGUSTO e MORENO – Parte 2

ANTÔNIO, AUGUSTO e MORENO: vidas que se entrelaçam, personalidades ímpares que permeiam com luz própria e fulgurante a História da nossa Medicina, no Século XX. Heróis na arte de curar, heróis na arte de confortar, heróis na arte de servir…

Faça por merecer

O Conselho Federal de Medicina, através da Comissão de Humanidades Médicas, da qual participo há alguns anos, dá ampla visibilidade ao seu trabalho a partir de três ações concretas bem sucedidas.  A primeira atividade vitoriosa é o…

ANTÔNIO, AUGUSTO e MORENO – Parte 1

ANTÔNIO, AUGUSTO e MORENO: vidas que se entrelaçam, personalidades ímpares que permeiam com luz própria e fulgurante a História da nossa Medicina, no Século XX. Heróis na arte de curar, heróis na arte de confortar, heróis na arte de servir…

Marcos Prado e a Medicina

Era como se um existisse para o outro e vice-versa. Desde a infância sonhava ser médico. No entanto, não foi fácil. Criado numa cidade pequena, interiorana, com poucos recursos, ainda criança foi colocada pelos pais para estudar em…

Um brado de revolta, antes que seja tarde!

O quase centenário prédio onde funcionou o Instituto Parreiras Horta está próximo do tombamento! E vai ser um tombo feio, deprimente, que solapa a nossa dignidade e abala os alicerces da decência e da responsabilidade!  O órgão federal,…

A Casa Lilás: crime e reconciliação

No dia 29 de abril de 1958, nas primeiras horas da madrugada, foi ferido em sua residência, enquanto dormia, o Dr. Carlos Firpo, diretor do Hospital Santa Isabel e da Maternidade João Firpo, vindo a falecer logo após dar entrada na…

João Mello – a voz máxima de Sergipe

Foi uma noite impossível de esquecer. A espera ia ficando cada vez mais ansiosa, porque os convidados não chegavam. Sentado na varanda, Antônio Garcia Filho, meu sogro, folheava uma revista qualquer e a primeira cerveja foi aberta. Ele,…

O sol ruivo em pandemia

O psicólogo e psicoterapeuta Ricardo Azevedo Barreto arremessou o seu "anzol" da palavra, numa noite estrelada, bem ao gosto de Van Gogh, em 16 de junho próximo passado, através do aplicativo Instagram. Um momento muito feliz para mim,…

Nem tudo a gente esquece

Costurando retalhos, Maria do Socorro Diniz, na sua obra de estreia no universo dos livros, constrói uma colcha multicolorida, recordando fatos marcantes da sua vida, numa escrita agradável, leve, boa de ler e se maravilhar. Literatura é…

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais