Fuga: agente diz que presídio não oferece estrutura

0
Detentos fogem por guarita desativada (Foto: Arquivo Portal Infonet)

O sistema prisional de Sergipe se mostrou frágil mais uma vez com a fuga de mais 12 detentos na madrugada desta quinta-feira, 3. A presença dos homens da Força Nacional, convocados pela Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc), para reforçar a segurança dos presídios sergipanos e agentes penitenciários, não impediu a ação dos detentos. Agentes penitenciais atribuem fuga às condições do presídio.

O agente penitenciário Luiz Jorge relata que as recentes fugas estão relacionadas às más condições do presídio de Tobias Barreto. Ele relata que apenas um muro faz a proteção do local e que no interior do presídio as condições são péssimas e não oferecem segurança.

“O presídio de Tobias Barreto não tem condições de abrigar presos. As grades continuam jogadas no pátio, tem preso que ficam solto dentro dos pavilhões e dentro de um galpão improvisado. O presídio só tem um muro porque dentro está todo quebrado, as guaritas estão desativadas com a saída dos militares”, relata Luiz Jorge.

Quantitativo

O agente volta a reclamar da quantidade reduzida de agentes penitenciários para controlar os presidiários. Segundo Jorge, o sistema prisional sergipano necessita de mil agentes. “A quantidade de agentes não é suficiente. Para suprir o sistema prisional são necessários mil agentes. Em Tobias Barreto, somente cinco agentes fazem a segurança por plantão, para quase 500 presos. Com isso, fica difícil fazer o controle”, expõe.

Relembre

No último dia 11 de junho, cerca de 47 detentos do presídio de Tobias Barreto conseguiram fugir durante a madrugada, Desses, segundo a Sejuc, 26 foram recapturados até gora.

Sejuc

Procurada novamente pela reportagem do Portal Infonet, a assessoria de comunicação se limitou a informar que a Sejuc continua realizando o levantamento para identificar os fugitivos e a causa da fuga. A polícia também estaria intensificando as buscas pela região.

Por Eliene Andrade

A matéria foi alterada às 17h20 para correção de informação.

Comentários