Gati apreende 42 tabletes de maconha em Socorro

0
Droga encontrada em local de difícil acesso (Fotos: GATI/PM)

Uma denúncia anônima levou a equipe do Grupo de Ações Táticas do Interior da Polícia Militar (GATI) a desenvolver uma operação no Loteamento Jardim, em Nossa Senhora do Socorro, que culminou com a apreensão de um veículo e uma quantidade considerável de maconha, além de balaclava [espécie de gorro usado para cobrir o rosto] e uma sacola contendo vários pinos, geralmente usados por traficantes para embalar cocaína e duas balanças de precisão.

De acordo com informações do soldado Oliveira Filho, que integra a equipe do GATI, os policiais foram realizar revistas pessoais no grupo, mas os suspeitos reagiram disparando tiros, houve confronto, mas os suspeitos conseguiram fugir. Não há informações se algum suspeito foi atingido.

No local, os policiais encontraram o veículo que eles usavam, um Polo de placa IAA-4869, com uma parte da maconha armazenada. No total, foram 42 tabletes e outros oito papelotes de maconha apreendidos no local onde os suspeitos estavam. O veículo está sendo periciado pela equipe de peritos da Secretaria de Estado da Segurança Pública.

Entre os produtos apreendidos também estão um aparelho de telefone celular, um aparelho de som automotivo, um pneu aro 13, e três munições intactas de calibre 12.

Liberdade condicional

Um dos suspeitos, conforme informações do soldado Oliveira Filho, foi identificado como Thenisson Santos, condenado a mais de 15 de prisão por tráfico de drogas e beneficiado com remissão de pena após ter sido preso em várias ocasiões e concedido o direito de concluir a pena, até o ano de 2025, em regime semiaberto.

Material apreendido em ação do GATI

No entanto, por falta de estrutura no sistema penitenciário em estabelecimento penal para cumprimento de pena em regime semiaberto, o condenado acabou beneficiado com o regime aberto, conforme decisão do juiz Hélio de Figueiredo Mesquita Neto, da 7ª Vara Criminal, obrigado a permanecer a noite em casa, não se ausentar do município onde reside e obrigado a comparecer bimestralmente ao Judiciário para informar e justificar as atividades que realiza.

Na ação policial realizada na noite da terça-feira, 12, Thenisson Santos foi visto em local de difícil acesso no Loteamento Jardim, marcado por grande movimentação de veículos e de pessoas suspeitas com o envolvimento com o tráfico de drogas. Mas ele conseguiu fugir do cerco policial e ainda não foi localizado.

No local, a ação policial foi filmada em câmera de aparelho celular por uma mulher. De acordo com o soldado Oliveira Filha, ela teria se apresentado como parceira de Thenisson Santos. A mulher e os produtos apreendidos foram encaminhados para a Delegacia Plantonista. A mulher figura neste rol como testemunha, conforme o soldado.

Por Cássia Santana 

Comentários