Invasão a casamento: delegado ouve vítimas do crime

0
Delegado ouve vítimas de bandidos no caso da invasão a casamento na Praia da Costa (Foto ilustrativa: Arquivo Infonet)

O delegado Valter Simas, encarregado das investigações sobre o caso da invasão a uma festa de casamento na Praia da Costa, no município de Barra dos Coqueiros, já ouviu as vítimas da ação dos bandidos. Cerca de 20 pessoas foram agredidas e tiveram objetos levados pelos criminosos.

Segundo ele, a família relatou o ocorrido e afirmou que eram de quatro a cinco assaltantes. Nas proximidades da residência onde aconteceu o crime, ainda não foram encontradas câmeras de segurança para auxiliar na identificação dos suspeitos.

A hipótese de fuga em carroça ou a cavalo, levantada porque as vítimas não ouviram barulho de carro no fim da ação criminosa, não está descartada e é tida como plausível pela Polícia Civil. Ninguém teve graves ferimentos e estão fisicamente bem.

Na ocasião, os assaltantes agrediram os presentes na festa com chutes, empurrões. Além disso, estavam em posse de armas de fogo, branca e de choque. Apenas a última foi utilizada para agredir os familiares. De acordo com Valter Simas, a utilização de arma de choque “é um agravante genérico para o processo, pela violência do fato. Esse tipo de arma não é proibido, e pode ser conseguido até com facilidade”, explicou.

A investigação irá continuar para identificar, localizar e prender os suspeitos. “Estamos fazendo levantamentos na região da Praia do Saco para obter estas informações”, assegurou o delegado.

Por Victor Siqueira

Comentários