Morte de Pedinte: comando investigará acusação contra PM

0
Vítima morre dentro do estabelecimento comercial e acusado foge (Foto: Facebook/Informações Policiais)

O Comando Geral da Polícia Militar aguarda comunicado oficial do delegado Kássio Viana, da Polícia Civil, para instaurar o Inquérito Policial Militar (IPM), procedimento administrativo para investigar as circunstâncias e o envolvimento do policial militar recém-formado Bruno Lima Nogueira no assassinato de um pedinte, crime ocorrido na madrugada da quarta-feira, 13, dentro de uma Loja de Conveniência instalada em um posto de combustível na Praia 13 de Julho, em Aracaju.

A informação foi confirmada pela capitã Evangelina de Deus, auxiliar da 5ª Seção da PM, o setor responsável pela comunicação social da Polícia Militar. De acordo com a capitã, o Comando Geral só adotará as medidas quando receber comunicado oficial da Polícia Civil sobre a suposta participação do policial militar neste crime.

Entenda

O delegado Kássio Viana explicou que ao analisar as imagens, observou que o PM entrou tranquilamente na loja, sacou dinheiro no caixa eletrônico, depois pegou uma bebida e foi ao caixa. Neste momento, conforme Kássio  Viana, o PM foi abordado pelo pedinte e em seguida, começou a agredí-lo. O delegado disse ainda que as imagens mostram o momento em que o PM tentou empurrar o homem para fora da loja, atirou na perna dele e saiu sem prestar socorro. Nas imagens, não foi possível identificar o teor da conversa entre PM e pedinte.

Por Cássia Santana

Comentários