Mototaxistas fecham avenida

0

Os mototaxistas pediram a regulamentação da profissão (Fotos: Portal Infonet)

Na manhã desta terça-feira, 26, por volta das 7h30, mais de 100 mototaxistas fecharam a avenida Heráclito Rolemberg, que dá acesso aos principais bairros da capital, como São Conrado, Augusto Franco, além do Distrito Industrial. Os manifestantes queimaram troncos de árvores para impedir o acesso dos motoristas, que foram obrigados e pegar uma via alternativa para deixar o local. 

Mais de um quilômetro de engarrafamento foi formado. Estudantes e trabalhadores foram obrigados a descer dos ônibus e fazer o trajeto a pé.

De acordo com o vice presidente do Sindicato dos Mototaxistas (Simutaxi), Jonatha Ribeiro, o protesto é por conta da não regularização da profissão da categoria na capital. “Estamos lutando por uma discussão ampla sobre os pontos positivos e negativos, mas não conseguimos nada até hoje. A única forma que encontramos para chamar a atenção é fazer essa manifestação”, reivindica.

Bombeiros conseguiram apagar o fogo e liberar a avenida
O comandante do Policiamento Militar da Capital em exercício, Coronel Enilson Araújo, participou das negociações com o grupo para desobstruir a avenida, mas a categoria persistia no protesto. “Não podemos ignorar o direitos das pessoas de ir e vir. A polícia militar está aqui para dar tranquilidade e fazer cumprir o que manda a Constituição, que é permitir o trânsito livre para a população”, destacou.

Após negociação com a categoria, o Corpo de Bombeiros conseguiu apagar o fogo e liberar a avenida, mas os mototaxistas resolveram continuar o protesto em outro ponto da via, dessa vez em frente a ponte que dá acesso ao bairro São Conrado.

A equipe do Portal Infonet acompanha a manifestação e em instantes trará novas informações.

Por Kátia Susanna

Comentários