Mulher diz que gangue de Neópolis assassinou o filho

0

Mãe chora a morte do filho(Foto: Portal Infonet)
Dor e desespero de uma mãe que perdeu o filho durante um desfile carnavalesco no município de Neópolis, na última quarta-feira, 2, chamou a atenção funcionários do Instituto Médico Legal (IML), na manhã desta sexta-feira, 4.

Maria Angélica dos Santos, que aguardava a liberação do corpo de Adailson dos Santos, 15 anos, que segundo ela, morreu esfaqueado durante o desfile de carnaval do bloco do Zé Pereira, falava entre lágrimas da falta de punição. “Existe uma gangue em Neópolis conhecida como ‘Gangue do Terço’. Foram eles que mataram meu filho com uma facada no pescoço. Meu Deus, porque ninguém prende essa Gangue?”, questionava.

Ainda de acordo com Angélica o filho chegou a ser socorrido e encaminhado ao hospital da cidade, onde acabou morrendo. “No hospital duas meninas também chegaram esfaqueadas no mesmo dia por integrantes da Gangue”, relata.

Até o início da manhã desta sexta-feira o corpo de Adailson não havia sido liberado por falta de um documento com foto. “Ele só tinha o registro, então precisaram fazer exames das digitais. Estou nesse sofrimento desde o dia que ele morreu. Espero enterrar meu filho hoje”,finaliza a mulher.

Por Alcione Martins

Comentários