PM captura dois fugitivos da 5ª DM e apreende armas

0
Apreensão ocorreu nesta quarta-feira, 23 (Foto: RP)

A Polícia Militar de Sergipe, em uma ação conjunta entre o Batalhão de Polícia de Choque (BPChq) e a Companhia de Polícia de Radiopatrulha (CPRp), nas primeiras horas desta quarta-feira, 23, prendeu João Vieira Matos dos Santos e David Souza Nascimento, ambos de 34 anos, foragidos da 5ª Delegacia Metropolitana, em Nossa Senhora do Socorro. Com eles, foram apreendidos um revólver calibre 38, uma pistola .40 e um simulacro de arma de fogo.

Por volta das 23h30, a equipe do Batalhão de Choque recebeu a informação de que havia um fugitivo da 5ª Delegacia Metropolitana de posse de diversos armamentos no conjunto Almirante Tamandaré, na zona norte de Aracaju. Os militares solicitaram apoio da Companhia de Radiopatrulha e seguiram em diligências, a fim de prender o suspeito e apreender as armas de fogo supostamente subtraídas da 5ª Delegacia.

Ao perceber a movimentação policial no local, João Vieira abriu a porta e permitiu a entrada das equipes da PM, que perceberam o homem esconder-se por trás de uma parede. Ao solicitar que o suspeito se entregasse, os militares notaram que João estava em poder de um revólver calibre 38. Ele ainda tentou apontar a arma em direção à guarnição, que agiu rapidamente e conteve o indivíduo, que por sua vez baixou o armamento e o entregou à polícia. Com João Vieira, foi apreendido um revólver calibre 38 com cinco munições.

De acordo com o preso, os outros armamentos estariam sob a custódia de David Souza Nascimento, 34 anos, o qual foi preso próximo à residência em que mora, na rua João Figueroa, no bairro Maria do Carmo. Ao perceber a presença da polícia, o acusado saiu correndo e adentrou outra casa da vizinhança, sendo surpreendido em poder de um simulacro de pistola, cópia de uma arma de verdade, porém sem poder de fogo.

Em meio a buscas na residência, a PM encontrou uma pistola calibre 40 com o brasão da Polícia Militar de Sergipe no telhado da casa, que fora arremessada pelo suspeito, na tentativa de despistar os policiais. A arma continha dez munições e dois carregadores, que foram recuperados na ocasião. David confessou que recebera a incumbência de guardar alguns armamentos em sua residência e alegou que as escoriações que apresentava nas mãos fora decorrente de uma briga que tivera com a companheira horas antes.

Ambos foram conduzidos à Delegacia Plantonista, juntamente com as armas apreendidas, para adoção de providências.

Fonte: PM

Comentários