Polícia apreende 70 kg de maconha durante operação

0
As duas operações foram realizadas na zona oeste de Aracaju (Foto: Sérgio Freire/SSP)

O Departamento de Narcóticos (Denarc) da Polícia Civil e a Companhia de Radiopatrulha (CPRp) da Polícia Militar realizaram duas operações distintas na zona oeste de Aracaju na tarde desta terça-feira, 10, que culminaram com a prisão de seis pessoas, sendo quatro mulheres e dois homens, além da apreensão de 70 quilos de maconha.

A primeira ação foi realizada pelo Denarc no final da manhã de hoje na Invasão do Frigorífico, bairro São Carlos, zona oeste de Aracaju. Segundo o delegado André Baronto, a polícia foi ao local motivada por uma denúncia anônima que passava detalhes sobre a venda de drogas na região.

“Assim que confirmamos a denúncia, montamos uma operação e fomos à casa de Valdson Tavares Santos, 24 anos, conhecido como 'Grilo'. Lá encontramos, escondidos em um dos quartos, 25 quilos de maconha em pacotes pequenos, médios e grandes”, destacou.

Ainda segundo o delegado, o traficante vendia um quilo de maconha por R$ 600, meio quilo por R$ 300 e os pacotes pequenos por R$ 50. Grilo não tem passagem pela polícia, porém sua ficha será analisada com mais rigor em virtude de ter morado boa parte de sua vida na cidade de Itaquaquecetuba, interior de São Paulo.

“Vamos verificar mais informações sobre a passagem dele por São Paulo, pois temos indícios de que ele pode ter iniciado a vida no tráfico naquela cidade”, informou Baronto.  Valdson confessou que fumou o primeiro cigarro de maconha aos 9 anos e que a vida como traficante teria iniciado aos 16. O acusado foi indiciado por tráfico de entorpecentes.

Já a prisão da Radiopatrulha, ocorreu por volta das 14h na rua A1, no final da avenida Poço do Mero, no conjunto Bugio. De acordo com o sub-comandante da CPRp, capitão Vitor Anderson Morais, a guarnição realizava o patrulhamento na região quando suspeitou de uma mulher com uma criança de 7 meses no braço.

“Ela carregava uma bolsa nas costas e se assustou com a nossa presença. Suspeitamos e pedimos que ela nos mostrasse o que tinha na bolsa que carregava. Quando abriu encontramos vários tabletes de maconha prensada”, explicou o oficial.

O capitão ressaltou, ainda, que a suspeita identificada como Djemissa da Cruz Oliveira levou aos militares até uma residência em uma casa de vilas. No local os policiais apreenderam 45 quilos de maconha e prenderam Maria de Fátima Bezerra da Silva, 33 anos, Elenilde dos Santos Silva, 51 anos, que se apresentou como dona da casa e como ex-presidiária, Lucivânia Lourenço da Silva, 32, e Henrique Lima Linhares Júnior, 31.

Elenilde alegou que não conhece Lucivânia e Djamissa e que Henrique foi a casa dela apenas para formatar um celular. Além da droga, também foi apreendido vários celulares. O capitão Vitor acredita que os celulares irão ajudar nas investigações da Polícia Civil.

“Acreditamos que as suspeitas apenas guardavam a droga para algum traficante, além de serem 'mulas' (pessoas contratadas para transportar drogas). A Djamissa, por exemplo, quando perguntamos para onde levaria a maconha, informou que estaria transportando o material para um traficante na cidade da Barra dos Coqueiros”, disse o capitão. Como carregava nos braços o filho de apenas sete meses, a mãe da criança só foi transportada para o Denarc após os policiais militares localizarem uma tia, que assumiu os cuidados do menino.

Fonte: SSP/SE

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais