Cacique Chá é reaberto como restaurante-escola

0
Símbolo da boemia sergipana agora é restaurante-escola (fotos: Igor Matheus/ Portal Infonet)

Depois de ser reformado em julho de 2014, o restaurante Cacique Chá, patrimônio cultural de Aracaju, finalmente passará a ter serventia na sociedade sergipana. Na tarde de 17 de março, aniversário da capital, o local foi reaberto como restaurante-escola sob a administração do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac). Alem de espaço de gastronomia, o Cacique Chá  também abrigará o Memorial Jenner Augusto, com exposição de diversas obras do renomado artista sergipano.

Fundado em 1949, o Cacique Chá traz em suas paredes painéis pintados por Jenner Augusto, e tornou-se, ao longo das décadas, ponto de encontro de intelectuais e artistas. Presente na solenidade de reabertura do local, o governador Jackson Barreto exaltou a recuperação do espaço.

“O Cacique Chá é memória e história de Aracaju. E ao relembrar os fatos históricos, não podemos esquecer do ex-governador Marcelo Déda, porque foi dele a primeira ideia  para recuperar esta casa, que estava totalmente abandonada, destruída, e com a obra de Jenner Augusto desrespeitada por nós sergipanos e aracajuanos”.

Jackson: 'Cacique é memória de Aracaju'

Guel Silveira, um dos filhos de Jenner Augusto presente na solenidade, agradeceu a homenagem.  “Somos sergipanos de fato e de direito, e para nós voltar aqui é sempre uma alegria. O trabalho do meu pai aqui representa uma das primeiras evoluções do modernismo brasileiro, isso em uma época em que mal se tinha materiais. Agradecemos a todos pela homenagem e pela admiração à obra do meu pai”.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais