Chesf amplia vazão da Companhia do São Francisco

0
(Foto: Arquivo Portal Infonet)

No final dessa quarta-feira, 22, a Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) decidiu ampliar em 100 m³/s a vazão da hidrelétrica de Xingó, que passará a ser de 1.200 m³/s. A medida atendeu a um pleito da Superintendência Regional da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) em Sergipe, que vem encontrando dificuldades para captar água do rio para irrigar os perímetros do Baixo São Francisco. Os efeitos do aumento da vazão do rio devem ser sentidos a partir deste sábado, 25.

Após solicitação feita pelo superintendente regional da Codevasf em Sergipe, Paulo Viana, funcionários da Chesf haviam sobrevoado a área, quando constataram o baixo nível do rio na área onde estão instalados os perímetros irrigados Propriá, Cotinguiba/Pindoba e Betume. Depois que a Chesf diminuiu a vazão para 1.100 m³/s, em maio, o perímetro irrigado Propriá teve a sua irrigação comprometida. Técnicos da Codevasf garantem que o aumento da vazão em Xingó deve facilitar o manejo do sistema de irrigação no local.

Na terça-feira, 21, o superintendente de Operação da Chesf, João Henrique Franklin, havia solicitado o apoio da Codevasf para identificar ações emergenciais que poderiam ser adotadas. O diálogo entre a Codevasf e a Chesf para amenizar os efeitos do longo período seco na região tiveram início em fevereiro. À época, a Chesf informou à Codevasf que o reservatório de Sobradinho tinha registrado, em janeiro, a pior afluência de sua história, com armazenamento de somente 23,4% do seu volume útil.

Fonte: Ascom Codevasf

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais