Inclusão capacita municípios do agreste sobre serviços socioassistencias

0

Adelvan fala durante evento
A Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência e do Desenvolvimento Social (Seides) realizou nesta quinta-feira, 15, uma capacitação para qualificar gestores e técnicos da assistência social do estado sobre a nova tipificação dos serviços de proteção social básica e especial.

O evento foi realizado no auditório da Universidade Federal de Sergipe, em Itabaiana, e contou com presença de representantes de 14 municípios do agreste sergipano. O encontro também será realizado no dia 20, em Nossa Senhora da Glória, e no dia 22, em Arauá.

A capacitação organizada pelo Colegiado Estadual de Gestores Municipais de Assistência Social (Coegemas) englobou a o tema ‘Tipificação Nacional de Serviços Socioassistenciais e o Protocolo de Gestão Integrada de Serviços, Benefícios e Transferências de Renda no Âmbito do Sistema Único da Assistência Social’.

A assistente social da Seides, Kátia Ferreira, apresentou os novos serviços da tipificação e esclareceu o objetivo do encontro. “Com a capacitação, os técnicos e os secretários irão estimular a formação de um instrumento de gestão a partir da colaboração de famílias e indivíduos beneficiários dos programas de transferência de renda e outros benefícios nas políticas sociais”, destaca Kátia.

Sergipe segue as orientações do Ministério do Desenvolvimento Social e de Combate à Fome (MDS) para capacitar um assistente social e psicólogo da proteção social básica de cada município e dos Centros de Referência Especializados da Assistência Social (CREAS) como forma de ampliar e melhorar o atendimento de indivíduos e de famílias beneficiárias dos programas Bolsa Família (PBF), de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI), entre outros.

Segundo o presidente do Coegemas, Adelvan Macedo, a capacitação efetiva as ações aplicadas na política de assistência do estado. “Com a tipificação e com o protocolo de gestão implantandos em Sergipe será possível assegurar o fortalecimento do SUAS [Sistema Único da Assistência Social] como marco regulatório da Política de Assistência pela busca de maior efetividade nas ações e aumento da cobertura para os usuários”, ressalta Adelvan.

Ao final do evento, os participantes realizaram uma roda de debates. Cada município explanou os serviços ofertados pelos CRAS e CREAS de seus territórios. Para a assistente social da Secretaria de Desenvolvimento Social de Itabaiana, Lucineide Maciel, o encontro eleva o conhecimento dos técnicos.

“Com o encontro nos envolvemos com os outros municípios, percebemos que as problemáticas, as dificuldades e as dúvidas são as mesmas. É uma capacitação para trocarmos experiências. Após o evento, voltamos ao trabalho revigorados e com uma visão inovadora”, afirma Lucineide.

Foto: Fonte e foto Seides

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais