Itabaiana está sem registros de homicídios há 34 dias

0

(Foto: Allan de Carvalho)

A polícia civil de Itabaiana, considerado um dos municípios mais violentos do estado, comemora a queda no número de homicídios registrados na cidade: são 34 dias sem assassinatos. A informação foi divulgada nesta quinta-feira, 14, pela Delegacia Regional de Itabaiana. Segundo a delegada Michele Araújo, o último crime contra a vida ocorrido na cidade foi registrado no dia 11 de julho deste ano.

Os dados estatísticos apontam, ainda, uma redução no número de assassinatos, no período que vai de janeiro a julho de 2014, quando comparado ao mesmo espaço de tempo do ano passado. Em 2013 foram registrados 31 casos, nove a mais do que os casos registrados este ano quando foram contabilizados 22 casos. Uma redução de 29,03%.

Esses números não são por acaso, são fruto de um trabalho intenso da polícia para coibir a violência na região. "A nossa principal meta é o combate aos crimes de homicídio. Atendendo inclusive a determinação do secretário João Eloy, estamos intensificando o cumprimento dos mandados de prisão de pessoas envolvidas com assassinatos e acelerando investigações relativas aos crimes contra a vida", destacou Michele.

Ainda segundo a delegada, de janeiro a julho deste ano foram realizadas 30 prisões. Deste total, 17 foram relativas a crimes de homicídio e 8 por tentativas de homicídio. "Estamos também dando uma intensificada na conclusão dos inquéritos policiais instaurados para apurar assassinatos. Já concluímos 39 procedimentos de fevereiro a julho deste ano", acrescentou a delegada.

Tolerância Zero

A Secretaria de Segurança Pública intensificou também o policiamento preventivo no município de Itabaiana com o intuito de combater a criminalidade e sem data de encerramento.

Para isso, estão sendo deslocados para o município efetivos de unidades especializadas das polícias Civil e Militar. Policiais da Radiopatrulha, Grupamento Especial Tático de Motocicletas (Getam) e do Grupamento Especial de Repressão e Busca (Gerb) vem reforçando o trabalho desenvolvido pelo 2º Batalhão e pela Delegacia Regional de Itabaiana.

Fonte: Secom

Comentários