Trabalhadores são flagrados em situação de escravidão

0
MPT realizou diligências na Usina Taquari, em Capela (Foto: divulgação)

Procuradores do Trabalho acompanhados de agentes da Polícia Federal flagraram nesta quinta-feira, 25, 12 trabalhadores em situação análoga ao trabalho escravo. A diligência foi realizada na Usina Taquari, localizada no Povoado Miranda, em Capela, após denúncias de que a pulverização aérea do local estava sendo feita de maneira irregular.

De acordo com a assessoria de comunicação do MPT, os representantes do Ministério Público do Trabalho foram até o local para checar a denúncia, mas lá acabaram encontrando pessoas sem as mínimas condições de trabalho. “Encontramos pessoas dormindo em colchonetes e alojamentos em situação degradante, sem fogão e geladeira. Estão todos trabalhando sem luvas, botas e os demais equipamentos de proteção. Temos duas equipes, uma que está visitando os alojamentos e outra que está na usina à espera dos representantes da empresa”, detalhou a assessora de comunicação, Ana Alves.

Ainda de acordo com a assessoria, a informação é de que 40 trabalhadores foram transportados irregularmente de Alagoas até Sergipe para trabalhar na usina. Também foi informado que os trabalhadores tiveram suas carteiras de trabalho apreendidas pela empresa. 

Os representantes do Ministério Público do Trabalho (MPT) ainda estão no local para ouvir os depoimentos de todos envolvidos. 

O Portal Infonet tentou ouvir a empresa, mas a informação é de que as pessoas autorizadas para falar sobre o assunto não estavam presentes e que a equipe de reportagem deveria retornar a ligação no horário comercial.

Por Verlane Estácio

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais