O Que é Notícia Em Sergipe

Sergipe falido

0

Sergipe está no fundo do poço e seu futuro governador terá grandes dificuldades para tirá-lo do atoleiro em que o meteram ao longo dos anos. O estado não tem dinheiro nem mesmo para pagar em dia os salários dos servidores, sem falar no enorme rombo na previdência. E para agravar a crise, grandes empresas, como a Petrobras e a Vale, reduziram drasticamente seus investimentos por aqui, enquanto centenas de outras menores simplesmente fecharam as portas, aumentando o terrível exército de desempregados. O governo chora miséria, mas não abre mão de contratar apadrinhados para bem pagos cargos em comissão. O último péssimo exemplo foi a nomeação para a presidência da Emsetur do ex-prefeito de Rosário do Catete, Laércio Passos. O estado que não possui uma consistente política de redução dos gastos, não vai atrás de novos investimentos, nem convoca a sociedade para, às claras, debater a crise e buscar alternativas. Em vez disso, os governistas, em sua maioria, preferem tratar sobre as próximas eleições e fechar acordos eleitorais para se manterem no poder.

Três sentidos

Ainda no governo, o PDT sergipano flerta com o PSDB e o PSB. É voz corrente que o partido sonha em indicar o postulante à vice-governadoria na chapa encabeçada pelo tucano Eduardo Amorim. A direção nacional do PDT planeja se aliar ao PSB do pré-candidato a governador Valadares Filho, enquanto os governistas sonham em manter a aliança com os pedetistas. Aqui se encaixa bem aquele ditado popular: Quem tudo quer nada tem!

Troca de farpas

Pelo visto, Jackson Barreto (MDB) e o senador Antônio Carlos Valadares (PSB) vão trocar muitas farpas durante a campanha eleitoral que se avizinha. Segundo JB, Vavá colocou uma emenda de R$ 100 milhões para a Cadevasf nacional, em detrimento de Sergipe. Em resposta, o senador disse que Jackson nunca muda seu estilo de fazer política, “usando como armas a mentira e a desfaçatez”. Misericórdia!

Petistas invocados

E os petistas estão indignados com o presidente do Tribunal Regional Federal 4, Thompson Flores. Tudo porque ele derrubou o habeas corpus em favor do ex-presidente Lula, mantendo-o preso. Segundo o presidente do PT sergipano, Rogério Carvalho, “até na ditadura um habeas corpus era respeitado”. O petista sergipano jura que a prisão de Lula não passa de perseguição política. Então, tá!

Governadores reagem

O governador Belivaldo Chagas (PSB) e seus colegas do Nordeste assinaram documento condenando o juiz Sérgio Moro por “obstacular o cumprimento da decisão do desembargador Rogério Favrer para soltar o ex-presidente Lula (PT)”. Na nota, os governadores afirmam que “apenas a aplicação imparcial das leis, que dispõem sobre a liberdade e as condições de elegibilidade, pode dar lugar a eleições legitimas em 2018”. Homem, vôte!

Nada fechado

Não há nada definido sobre uma aliança entre o PSB e a Rede Sustentabilidade. Segundo o pré-candidato a governador, Emerson Ferreira, a Rede tem conversado com vários partidos sobre as eleições deste ano, porém nada ficou definido. O desejo do PSB é que Dr. Emerson aceite disputar a vice-governadoria na chapa encabeçada por Valadares Filho. Aguardemos, portanto!

Incrédulo

E o pré-candidato a governador Mendonça Prado (DEM) diz não se incomodar com as pesquisas que o colocam bem atrás dos adversários. Mendoncinha lembra que em 2014, Eduardo Amorim (PSDB) liderou toda a campanha para governador, mas foi derrotado por Jackson Barreto (MDB). “Valadares Filho (PSB) também era líder das pesquisas em 2016 e perdeu a Prefeitura de Aracaju para Edvaldo Nogueira (PCdoB)”. Marminino!

Sem mentiras

O governador e pré-candidato à reeleição Belivaldo Chagas (PSD) vai propor aos concorrentes que evitem divulgar mentiras durante a pré-campanha. Conforme a assessoria do “Galeguinho”, não se trata de um pacto contra críticas, mas uma ação visando evitar a divulgação de fake news neste período que antecede o horário eleitoral. Esta informação foi publicada pelo jornalista Gilvan Manoel no Jornal do Dia.

Sabatinados

Organizado pelo Movimento Brasil 200, aconteceu ontem, um debate entre 15 pré-candidatos sergipanos ao Senado e à Câmara Federal. Realizada no auditório da CDL Aracaju, a sabatina visou aproximar o eleitorado da classe política. Entre os participantes estavam o delegado Alessandro Vieira (Rede), vereadora Emília Corrêa (Patriota), deputado federal Laércio Oliveira (PP), jornalista Ricardo Marques (PP) e o deputado estadual Antônio dos Santos (PSC).

Mau olhado

De um bebinho, proseando numa bodega da periferia de Aracaju: “Não entendo o que acontece com o governo de Sergipe pra se encontrar nessa pindaíba toda. Ora, uma administração que segue as sábias orientações de alguns secretários iluminados, já era pra ter dado um chega pra lá nessa crise financeira. Só pode ser mau olhado”. É, quem sabe?

Recorte de jornal

Publicado no jornal Vida Laranjeirense, em 23 de setembro de 1934.

 

 

 

 

 

 

 

 

Resumo dos jornais

 

 

Comentários