O Que é Notícia Em Sergipe

Curso de Libras acontecerá em Nossa Senhora das Dores

0
O início das aulas será no próximo dia 23 (Foto: SEED)

A Secretaria de Estado da Educação (Seed), por meio da Diretoria Regional de Educação 5 (DRE 5), oferece aos educadores e aos demais interessados o Módulo I do Curso de Língua Brasileira de Sinais (Libras). O período de inscrição é de 12 a 20 de julho, das 7h às 12h, na Praça Joel Nascimento, S/N, Centro, em Nossa Senhora das Dores. O início das aulas será no próximo dia 23.

O assessor do Serviço de Educação em Direitos Humanos (SEDH), Pedro Santana, explicou que cada Diretoria Regional de Educação conta com o instrutor de Libras. Dessa maneira, tem autonomia para oferecer as capacitações.  “Essa iniciativa é da DRE 5 dentro da política estadual de formação continuada, da Divisão de Educação Especial/Centro de Capacitação de Profissionais de Educação e Atendimento às Pessoas com Surdez (DIESP/ CAS), que oferece cursos à sociedade em geral”, explicou.

O diretor da DRE 5, Ibernon Macena, ao comentar acerca da inclusão, destacou a importância da iniciativa. “É necessário oportunizar a comunidade em geral o acesso ao aprendizado da Libras. Dessa maneira, numa perspectiva inclusiva, teremos uma sociedade mais justa”, declarou.

Curso

O curso será ministrado pela professora da DRE 5, Rubivânia Andrade de Carvalho.  No turno matutino as aulas serão de segunda-feira a terça-feira, das 8h às 12h. Já no período da tarde, serão nos mesmos dias da semana, das 13h às 17h.

Inclusão das pessoas surdas na rede estadual

Em Sergipe a rede pública atende o que determina o decreto n° 5.626, de 22 de dezembro de 2005, que regulamenta a Lei n° 10.436, de 24 de abril de 2002, e o artigo 18 da lei n°10.098, de 19 de dezembro de 2000, que exige a inclusão da língua de sinais como disciplina curricular e a formação do professor de Libras e do instrutor.

De acordo com o que determina o artigo 2° do decreto n° 5.626, considera-se pessoa surda aquela que, por ter perda auditiva, compreende e interage com o mundo por meio de experiências visuais, manifestando sua cultura principalmente pelo uso da Libras. Já deficiência auditiva é quem teve a perda bilateral, parcial ou total, de 41 decibéis (dB) ou mais, aferida por audiograma nas frequências de 500Hz, 1.00Hz, 2.000Hz e 3.000Hz.

Fonte: SEED

 

Comentários