2º turno: A culpa é da mesa e do sofá

0

“O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

Quando iniciou-se a campanha eleitoral em Aracaju este ano, depois de 15 dias este espaço alertou para o marketing falacioso, que tentava 

passar para o eleitor um produto que não passava de uma propaganda enganosa, além de alardear que a eleição acabaria no 1º turno.

O leitor e eleitor deste espaço, seja qual for o candidato da preferência, não pode acusar o titular deste espaço de ter mentindo. Pelo contrário, além de deixar clara a opinião, este jornalista alertou para o fracasso do marketing falacioso e apelativo. Se contar, o nome do governador Marcelo Déda foi falado quase que diariamente no 1º turno. Chegou-se a insensatez de comparar o candidato com Marcelo Déda. E por alguém que, no intimo, sabe que as diferenças são gritantes.

Usaram e abusaram do nome Marcelo Déda. E a exposição exagerada fez a maioria do eleitorado entende que a chapa não representa o legado de Marcelo Déda. Nem ele nem ela.

Depois do resultado do 1º turno, as redes sociais foram inundadas por baixarias e ataques, até pessoais sem precedentes, para quem alardeava que faria uma campanha ética e limpa.

Ontem, 10, com os resultados das pesquisas, foram realizadas algumas reuniões. Ao invés de reconhecerem os erros – inclusive os membros da chamada República de Alagoas, como denominava o saudoso Bocão – descobriram os culpados: a mesa e o sofá.

Coitada da mesa da reunião, nunca foi tão surrada. Já o coitado do sofá eles fizeram como aquele marido traído, que ao descobrir a traição resolveu vendê-lo.

Não querem absorver que o produto não funcionou. Que o eleitorado mudou.

É mais fácil quebrar a mesa e vender o sofá e continuar enxergando  a cidade da fantasia.

Feriado

Devido ao feriado de Nossa Senhora Aparecida, nesta quarta-feira, 12, o blog só volta a ser atualizado na quinta-feira,13.

Perfil dos conselheiros
A ONG Transparência Brasil publicou uma ampla matéria sobre o perfil dos conselheiros dos TCEs, processos e influência política.Separando dados por Tribunal, os TCEs de Goiás e Amapá são os que têm mais conselheiros com pendências na Justiça e nos Tribunais de Contas (4 de 7). Depois vêm Sergipe, Roraima, Goiás, Mato Grosso e Rio de Janeiro, com 3 dos 7 conselheiros com pendências.

Reputação ilibada
Dos 233 conselheiros, 53 possuem 104 citações ou condenações na Justiça e nos Tribunais de Contas. O tipo de ação mais comum é o de improbidade administrativa: são 44 ações que envolvem violações aos princípios administrativos, dano ao erário e enriquecimento ilícito,atingindo 26 conselheiros. O segundo tipo de infração mais comum é peculato (apropriação de dinheiro ou bem por servidor público) com 12 ações, seguido de ações de nulidade da nomeação ao cargo de conselheiro (8 ações cada), corrupção passiva (7 ações), formação de quadrilha e
lavagem de dinheiro (6 ações cada).

Segundo ONG, 3 conselheiros TCE na berlinda
Na matéria da ONG, Ulices Andrade é alvo de inquérito no STF por contratações sucessivas e com dispensa de licitação quando foi deputado e

 presidente da Alese. Já Susana Azevedo é alvo de uma representação do Ministério Público Eleitoral por conduta vedada a agente público, no processo das subvenções da Alese. E a conselheira Angélica Guimarães tem dois processos pelo TCE quando prefeita de Jopoatã.

Ligação política
Outros dois conselheiros são citados, mas não por problemas processuais, mas pela ligação política: Luiz Augusto Ribeiro, pai do deputado estadual Gustinho Ribeiro e Carlos Pinna (o filho na procuradoria geral PMA). Além deles os conselheiros Ulices Andrade, Angélica Guimarães e Susana Azevedo. Foi encontrado parentesco com políticos em 32 por cento dos conselheiros. A matéria completa:http://www.transparencia.org.br/downloads/publicacoes/TBrasil%20-%20Tribunais%20de%20Contas%202016.pdf

Codevasf
Ontem, 10, o senador Eduardo Amorim esteve reunido com o superintendente da Codevasf  – Regional da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba em Sergipe -, César Mandarino, e com o prefeito eleito de Propriá, Iokanaan Santana, e de Amparo do São Francisco, Franklin Freire.

Emenda impositiva
A reunião teve o objetivo de solicitar empenho em reunir senadores e deputados federais sergipanos para ver a possibilidade de destinar emenda de bancada impositiva para a Codevasf. “A instituição necessita de orçamento para ajudar os 28 municípios abrangentes da Companhia. Vamos nos reunir em Brasília para conversarmos e ver as possibilidades”, disse o senador.

Comitê em defesa da Petrobras chama atenção da população para risco da privatização
Nesta terça-feira, 11, o Comitê em Defesa da Petrobras realizará um ato em defesa da Petrobrás, contra a privatização. O ato vai ocorrer na Praça General Valadão, a partir das 7h da manhã, com café da manhã e a apresentação de repentistas.

Campos
Em Sergipe o governo Temer quer privatizar a Fafen, os campos de Carmópolis, as plataformas, o Tecarmo e a Transpetro. Isso representa metade da riqueza da indústria de Sergipe, ou seja, 45% do PIB (Produto Interno Bruto) industrial.

Alerta
“Privatizar a Petrobras é roubar o Brasil. Por isso queremos alertar a população para esse perigo e pressionar os políticos do estado para se posicionarem em defesa do nosso povo e da nossa empresa. Não faz sentido o governador Jackson Barreto falar tanto de uma termoelétrica, enquanto deixa a Petrobrás ser vendida, gerando milhares de demissões e a diminuição da arrecadação do estado”, explica Jomar Nascimento, diretor do Sindipetro AL/SE.

Segundo turno
Nesse sentido o sindicato encaminhou uma carta aos candidatos a prefeito de Aracaju que disputam o segundo turno e também para todos os deputados estaduais e federais. “A gente está chamando eles na sede do nosso sindicato dia 14, sexta-feira, às 18h, para que eles se posicionem. Queremos que eles digam se são contra ou a favor desse ataque contra o nosso povo”, conclui.

Osman Hora Fontes recebe Medalha do Mérito Parlamentar da ALESE
A Assembleia Legislativa de Sergipe homenageou, na tarde desta segunda-feira, 10, o jurista e ex Procurador Geral da República em Sergipe, Osman Hora Fontes com a Medalha do Mérito Parlamentar, maior honraria do Poder Legislativo Estadual. Ao lado de familiares, amigos, diversos magistrados, representantes de movimentos sociais e sindicais e representantes dos três poderes, a deputada estadual Ana Lúcia, filha do homenageado, acompanhou a solenidade.

Fruto
A homenagem é fruto do pedido da Academia Sergipana de Letras Jurídicas, à presidência da Alese que, por sua vez, solicitou à deputada Ana Lúcia que apresentasse requerimento à Casa Legislativa propondo a entrega da honraria. O requerimento foi aprovado por unanimidade. "Fica o reconhecimento a esta Casa Legislativa, de todos os meus colegas parlamentares, por terem aprovado a propositura que entrega esta medalha in memoriam e a placa comemorativa ao centenário do meu pai", agradeceu Ana Lúcia.

Família
Em nome de toda a família de Osman Hora Fontes, suas duas netas Ana Carolina Vieira Menezes Nunes e Mônica Carla Vieira Menezes Góes receberam a homenagem ao jurista e professor catedrático da UFS. A placa comemorativa ao centenário de nascimento de Osman Hora Fontes foi entregue a Mônica Carla pela sua mãe e filha do homenageado, Ana Lúcia Vieira. E das mãos do governador do Estado, Jackson Barreto, Ana Carolina recebeu o diploma da Assembleia Legislativa em homenagem ao intelectual sergipano.

Honestidade
Falando em nome da Alese, a deputada estadual Ana Lúcia dedicou seu pronunciamento a dar voz a discursos de Osman Hora Fontes. "Em primeiro lugar, prometestes que serão sempre fiéis aos princípios da honestidade. Este é o ponto básico. O clima em que deve viver o jurista é o da probidade para consigo e para os seus semelhantes", diz um dos discursos do homenageado, quando paraninfo de uma turma de direito da UFS. "Prometestes que jamais os vossos esforços vão faltar a causa da humanidade", ressalta outro trecho lido pela filha do homenageado.

CRO-SE apresenta propostas aos candidatos
O Conselho Regional de Odontologia de Sergipe propôs a realização de reuniões com os dois candidatos à Prefeitura de Aracaju, para expor as dificuldades enfrentadas pelos profissionais que atuam no município, e apresentar propostas da categoria – incluindo o compromisso de revisar as regras de cobrança da taxa da Vigilância Sanitária na capital. O primeiro candidato será Valadares Filho, com quem a classe se reúne às 17h desta terça-feira, 11, na sede do Conselho [localizada na Rua Vila Cristina, 589, bairro São José]. O CRO-SE aguarda a confirmação da agenda de Edvaldo Nogueira.

PELO TWITTER

www.twitter.com/joaocorrrea  Queria saber esconder o descontentamento com as pessoas. Queria saber ser falso um pouquinho.

www.twitter.com/ComsensoWeb  MixFM @gilmarcarvalho afirma q cobrará do próximo prefeito  uma auditoria ampla e transparente na @PrefeituAracaju.

www.twitter.com/marciorocha1  Já era! São 50 mil de frente… Jackson já jogou a toalha e Eddie está sem saber o que fazer.

www.twitter.com/sayonara_hygia  Menos palavras, mais atitudes, é tão simples. Só discurso é enfadonho, ser coerente é mostrar o que pensa.

www.twitter.com/BlogClaudioNun Usaram e abusaram do nome Marcelo Déda. O povo já viu que ninguém aí Representa o Legado @MarceloDeda

www.twitter.com/Mmauriciolobo   Edvaldo aparentemente tenso, mecânico e preocupado, acredito que não transmitiu aos aracajuanos a confiança almejada para mais um mandato.

Nota de Esclarecimento – Ipes

Em virtude das reclamações motivadas pela mudança de horário na entrega de senhas para atendimento, o Ipesaúde vem a público esclarecer que:
1 – O Ipesaúde, ao detectar a grande demanda dos beneficiários de municípios do interior do estado, buscou implementar uma política de reestruturação das unidades-pólo, situadas nos municípios de Itabaiana, Lagarto e Propriá, recentemente inauguradas, e que estão aptas a oferecer todo o atendimento necessário em marcação de consultas e exames. Esta ação, amplamente comunicada nos municípios, torna desnecessária a vinda de beneficiários à capital, uma vez que, na maioria dos casos, poderia buscar esse atendimento num município mais próximo.
2 – Visando equacionar essa demanda, visto que a sede do Ipesaúde iniciava o seu atendimento às 6h, foi decidida a uniformização do horário, sincronizando a abertura com todas as demais unidades a partir das 7h, com a abertura dos portões se dando às 6h30, e permanecendo a entrega de senhas até às 15h.
3 – Outras medidas foram dinamizadas para reduzir o fluxo presencial dos beneficiários em busca de atendimento na sede, a exemplo do atendimento oferecido no CEAC Shopping Riomar, onde a marcação e procedimentos administrativos pode ser realizada, e a ampliação do atendimento nas unidades próprias onde, por exemplo, quem é assistido pelo programa do “Diabetes”, poderá ter todas as suas demandas atendidas no próprio Centro de Promoção à Saúde Luciano Barreto Júnior, bem como os atendidos no Centro de Reabilitação Maria Virgínia Leite Franco (Fisioterapia e outras especialidades), também,podem lá mesmo, realizar a grande maioria dos procedimentos.
4 – Visando descentralizar cada vez mais o atendimento à demandas dos beneficiários, já está sendo implementado um novo método onde exames como a Ressonância Magnética já pode ser solicitada diretamente nos estabelecimentos conveniados, eliminando a necessidade de solicitação presencial na sede. Do mesmo modo, os pacientes atendidos no Centro de Especialidades (em anexo à sede administrativa), também podem contar com a marcação de novas consultas e exames diretamente no próprio centro.
5 – A gestão do Ipesaúde não tem medido esforços para aperfeiçoar e tornar cada vez mais práticos e funcionais todos os procedimentos relacionados aos seus beneficiários. À medida que estas novas ações forem implementadas, a dinâmica de atendimento se tornará cada vez mais ágil e eficaz, oferecendo o melhor atendimento possível aos beneficiários.

                                                                    A direção.

Blog no twitter: http://www.twitter.com/BlogClaudioNun

Frase do Dia
“Ele não sabia que era impossível. Foi lá e fez.”Jean Cocteau, escritor e cineasta francês, morreu em 11 de Outubro de 1963(n. 1889).

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais