A água pode ser de graça

0

Tramita na Assembleia um projeto de lei que faz com que, estabelecimentos como bares, restaurantes, hotéis, shoppings centers, etc., forneçam água mineral aos interessados sem cobra nada, gratuitamente. Pode ser bom para o consumidor, mas para o estabelecimento vai ser o primeiro passo para a falência. Esse negócio de oferecer de graça um serviço que não custa barato aos consumidores, é uma faca de dois gumes. Tal ideia estapafúrdia só pode ter saído da cabeça de deputados que adoram medidas deste tipo, aquelas que pesam no bolso dos outros, não deles próprios, deputados. Pode ser que passe numa das cinco comissões da Assembleia mas certamente empacará no plenário. Nem todos os parlamentares concordam com medidas deste tipo. Deixar de cobrar pelo serviço que executa é um meio de desestimular a iniciativa privada. Primeiro vem a água, depois o parlamentar vai querer o leite e o cafezinho de graça…

Só cinco voltaram

Para incentivar os deputados a irem ao sepultamento da mãe do Prefeito Edvaldo Nogueira, o presidente da Casa deu um jeitinho de não haver oradores no primeiro e nogrande expediente da sessão de 2ª. feira. Os deputados, que eram poucos em plenário, correram para o cemitério e assistiram  ao sepultamento. Só cinco voltaram para a Casa a tempo de assistir a sessão especial de entrega do título de Cidadão Sergipano ao cidadão Ailton do Biscoito. Ele próprio ojá era Cidadão Aracajuano, entregue pela Câmara há dois anos. Ailton do Biscoito  nasceu em Salvador.

Campanha para fechar o zoologico

Corre pela internet uma campanha para fechar o zoológico do Parque da Cidade. Já tivemos ocasião, aqui, neste espaço, chamarmos a atenção para os maus tratos que são impingidos aos animais que ali têm residência forçada. Quem vê fotos dos animais esquálidos é levado a assinar o manifesto endereçado à Justiça para obter o fechamento do zoológico. Essa é naturalmente  uma reação natural. Mas, no entender do escriba, a sociedade deveria exigir do governo  que, antes de ceder pelo fechamento do zoologico, deveria tentar consertá-lo, inclusive mandando alimentação para os animais.

Com o apoio de Paulo Maluf

Para poder conquistar o voto do PP na segunda denúncia contra ele, o Presidente Michel Temer recebeu em almoço no Palácio do Planalto nada menos que o deputado federal e ex-Prefeito de São Paulo, Sr. Paulo Maluf. Saiu dizendo ter 101% de certeza da honestidade do presidente. E que ele é um sujeito bom, afável e preparado para o cargo. Mas, vem cá: você confia no que Paulo Maluf diz? Nem você nem ninguém. Maluf só encontra repercussão mesmo nas faixas mais recônditas do eleitorado paulista.

Ela quer ser Presidente

Alguém aí ainda se lembra de Valéria Monteiro, hoje com 52 anos, que ficou célebre neste país, há mais ou menos 30 anos, quando apresentava o “Jornal Nacional” da Globo? Depois ele preferiu tomar caminho próprio e desapareceu de circulação. Voltou aos noticiários agora, porque anunciou uma imensa vontade de ser candidata a Presidente da República. Como ela não é filiada a nenhum partido, a sua chance só vai se dar se o Congresso Nacional aprovar as chamadas candidaturas avulsas. Por enquanto tudo não passa de um sonho postado em sua página no face-book.

O menos confiável do mundo

O político brasileiro  é o menos confiável do mundo. Quem diz isso é o Fórum Econômico Mundial. Está no Índice de Competitividade Global. No sub-item Confiança do público nos políticos o Brasil aparece na 137ª posição  ou seja o último lugar já que são 137 países os países que compõem o Índice. Apesar dessa vergonhosa posição, o Brasil melhorou onze posições no quesito instituições um dos doze pilares que são medidos pelo Fórum. Melhora que, segundo o relatório que acompanha o ranking, se deve pelo menos em parte à Operação Lava Jato.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários