A chapa da Rede Globo

0

As eleições deste ano de 2020 mal  acabam de ser adiadas  e já se discutem chapas para o pleito geral de 2022. É como se o povo brasileiro fosse movido a eleições. A Rede Globo, por exemplo,  tem o maior interesse nas eleições de presidente da República, para  se ver livre  do seu carrasco de agora, o presidente Jair Bolsonaro. A  Globo, na qualidade de maior emissora de televisão do País, não vê a hora de se livrar do atual presidente que simplesmente cortou as grandes verbas publicitárias que ela recebia. A Globo prepara uma chapa – isto mesmo, com quase cinco anoso de antecedência – para ir as urnas  solicitar a preferência do povo. A Globo vai com uma chapa que ela considera invencível: Luciano Huck  como candidato a presidente e o ex-Ministro Sérgio Moro como candidato a vice. Pelo menos este é o planejamento de agora mas que poderá sofrer alterações durante o trajeto da longa estrada até as eleições propriamente ditas. É uma chapa forte, sem dúvida, mas deve-se levar em conta a instabilidade dos dois nomes principais. O comunicador Luciano Huck já de algum tempo prepara-se para ir as urnas disputar um cargo eletivo,, desde que ele seja Presidente da República. O ex-Ministro Moro, como Luciano Huck, seria estreante nas urnas, mas desde que passou pelo Ministério do atual Presidente desgastou-se muito mas, seu nome, como ex-gestor da Operação Lava Jato, ainda tem boa repercussão no País. Como é um projeto para daqui a seis anos, pode ser que os planos mudem. É esperar para ver e cobrar dos seus principais personagens.

Alexandre de Moraes
Um dos nomes mais comentados do atual Supremo Tribunal Federal, o Ministro Alexandre de Moraes tem hoje um papel decisivo naquela Corte. Seu nome está sempre mais em foco do que o próprio Presidente da  Corte, Dias Toffoli que deve deixar o cargo em outubro próximo. Daqui para lá,  o Ministro Alexandre de Moraes ainda tem muita coisa de maldade a espalhar pelo País, se não for contido. Moraes é o supremo de linha dura, que prende e arrebenta e cria situações constrangedoras. Ele prendeu o jornalista Oswaldo Eustáquio por motivo fútil  e na hora de libertá-lo proibiu-o de acessar a internet. Que inclusive é o seu ganha-pão. Nem nos velhos tempos da ditadura militar viram-se medidas tão duras e severas para punir o pessoal que ele próprio manda prender. Aí o que se vê são coisas absurdas, as quais o próprio Presidente Toffoli não move uma palha para  mudar suas decisões. Alguém precisa dar um jeito em Alexandre de Moraes.

O novo ministro
O presidente Bolsonaro parece já ter se fixado em Renato Feder, de 41 anos de idade, como futuro Ministro da Educação. Deve tomar posse ainda esta semana. Paranaense,  ele foi Secretário de Educação  do Estado do Paraná.

Novos delegados

Novos delegados são lotados o nas delegacias do interior de Sergipe. Os novos delegados, depois de um período de estágio supervisionado,  os delegados da Polícia Civil  de Sergipe foram lotados em 16 unidades. De acordo  com o delegado Jonathan Evangelista, coordenador da Polícia Civil do interior, a escolha das lotações atendeu a necessidade  da localidade e o perfil do profissional. “Buscamos  atender  a demanda da gestão, o desejo do profissional e também utilizamos a  classificação no concurso por merecimento. Assim, tentamos satisfazer a todos os lados”.

Itamar
Por durante muitos anos, diretor do programa “Fantástico” da Rede Globo, faleceu na quarta-feira o jornalista José Itamar de Freitas, um dos homens fortes da Rede Globo. Foi mais um vencido pelo corona-vírus.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários