A democracia do cifrão

0

 

 

 

 

O Pré-Caju, festa orçada em cerca de R$ 2 milhões e que fez a alegria de milhares de foliões na avenida Beira Mar, não beneficiou apenas as bandas de axé music. Entre um trio elétrico e outro, centenas de pequenos comerciantes venderam de tudo. Cerveja, água mineral, capeta, colares, chifres do diabo iluminados, perucas coloridas, abadás reformados, et cetera e tal. É impossível calcular o volume de dinheiro que girou nas três noites desse verdadeiro mercado persa, mas que a festa também fez a alegria de quem foi trabalhar na avenida, isso fez. Iniciado na última quinta-feira, o Pré-Caju terminou na madrugada desta segunda-feira.

 

Haja energia

 

O consumo de energia elétrica em Sergipe durante 2008 foi de 1.819,20 gigawatts-hora (GWh), significando um crescimento de 10%. Segundo o Dieese, a venda de toda essa energia resultou em uma receita bruta de R$ 628,70 milhões. No período, o consumo industrial registrou o maior crescimento (357 GWh ou +13,90%); comercial (375,80 GWh ou +13,20%); residencial (621,10 GWh ou +10,10%); rural (82,30 GWh ou +7,00%); e outras classes (383 GWh ou +4,20%).

 

Mudou de opinião

 

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Carlos Ayres Britto, diz que mudou recentemente de opinião e que agora apóia o voto obrigatório, ao menos no atual estágio da democracia. Acredita que os brasileiros estão “se auto-qualificando no plano da compreensão da democracia”, regime que, segundo ele, ” é como concurso público e licitação. Tem seus defeitos, mas ninguém experimentou no mundo nada comparável”, resume o ministro sergipano. Entrevistado pelo jornal Folha de São Paulo, Britto revelou que não há outro modo democraticamente legítimo de se chegar a um cargo de representação política, senão mediante eleição.

 

Queda nas fraudes

 

As fraudes envolvendo cheques caíram 23,53% em dezembro de 2008 na comparação com o mês de novembro. De acordo com o levantamento, divulgado pela Telecheque, a taxa passou de 0,17% registrada em novembro, para 0,13% no último mês de 2008. Para evitar o problema, emita sempre cheques nominais e cruzados. Lembre-se também de nunca deixar espaços em branco entre os números ou as palavras e escreva no verso do cheque uma declaração de sua finalidade e o endosso do emitente.

 

De olho nas pequenas

 

O futuro presidente do Banese, economista Salmínio Nascimento, entende que as micro e pequenas empresas precisam é de oportunidade. E se depender dele isso vai acontecer. Segundo Salmínio, o banco deve continuar beneficiando-as por meio dos seus produtos e serviços, possibilitando a promoção do desenvolvimento de Sergipe, através de linhas de crédito para investimento, capital de giro e o desenvolvimento comercial, com presteza e no montante adequado paras as necessidades.

 

Folga de caixa

 

As empresas que receberem repasses dos fundos de pensão que patrocinam só terão de pagar imposto após a entrada efetiva do dinheiro no caixa. Segundo a Receita Federal, a medida foi necessária para aliviar o caixa das empresas no atual momento de crise econômica. Antes da medida, as empresas que recebem parte dos ganhos dos respectivos fundos de pensão pagavam Imposto de Renda, Contribuição Social sobre o Lucro Líquido e PIS/Cofins assim que o dinheiro é registrado no balanço, mesmo sem ter entrado no caixa.

 

Mais empregos

 

O Estaleiro Santa Cruz, na Barra dos Coqueiros, vai dobrar o número de empregados para construir quatro rebocadores encomendados pela Companhia Vale. “Devemos contratar cerca de 300 novos profissionais, sem contar com os empregos indiretos que serão gerados e com o aquecimento da economia sergipana, pois parte do material necessário à fabricação das embarcações será comprada no comércio local”, afirma Bruno Loeser Prado Oliveira, responsável pela Gerência Administrativo-Financeira do estaleiro sergipano.

 

Eron é candidato

 

O radialista Eron Ribeiro, da rádio Jornal/AM, pretende disputar a presidência do Sindicato dos Radialistas de Sergipe. Segundo ele, a entidade sindical tem se distanciado dos profissionais, não oferecendo qualquer atrativo aos associados. Eron Ribeiro promete, se eleito, intensificar as fiscalizações nas emissoras de rádio e televisão visando impedir que não profissionais continuem tirando o emprego dos radialistas sergipanos.

 

De olho na qualidade 

 

O ano letivo de 2009 começa com regras mais rígidas para as faculdades de direito. A partir de fevereiro, o Ministério da Educação deve consolidar um novo instrumento de avaliação com normas para a abertura e funcionamento dos cursos. Elas vão desde a exigência de um número mínimo de professores com doutorado no corpo docente, até regras para a infra-estrutura das instituições, como número mínimo de salas de aula e quantidade de volumes na biblioteca específica do curso. O programa pedagógico do curso também será submetido ao crivo de uma comissão formada por técnicos do MEC e da Ordem dos Advogados do Brasil.

 

É grave a crise

 

A crise financeira internacional chegou ao caixa dos Estados. É o que revela matéria assinada pela jornalista Leandra Peres na Folha de São Paulo desta segunda-feira. O texto informa que a arrecadação do ICMS, principal tributo estadual, caiu 3,7% no mês de novembro. Os repasses constitucionais feitos pela União, outra fonte importante de recursos, ainda registraram crescimento em dezembro – 5,2% em relação a novembro. Mas, quando comparados a dezembro de 2007, há uma queda de quase 1%, o pior resultado do ano. Como se vê, a coisa é feia para todo mundo.

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários