A ECONOMIA MUNDIAL E O BRASIL

0

Após quatro anos consecutivos de forte crescimento, espera-se que o crescimento global se mantenha sólido neste ano, aproximando-se de 5%. Esta é a expectativa do FMI – Fundo Monetário Internacional.

 

Confirmando a expectativa do FMI ter-se-á uma expansão muito significativa da economia global e provavelmente o mais longo período de crescimento desde 1940, quando o FMI foi criado.

 

O Brasil, após o primeiro mandato do Presidente Fernando Henrique Cardoso, em virtude de diversas crises mundiais; da desconfiança do mercado em 2002, com o sinal de que o PT elegeria o Presidente da República teve um crescimento ínfimo em relação aos demais países, principalmente daqueles que ocupam a mesma fase de desenvolvimento.

 

Após o primeiro mandato do Presidente Lula, com a manutenção da política econômica do governo anterior, o país angariou a confiança do mercado internacional e hoje está em condições de ter um crescimento do PIB – Produto Interno Bruto maior do que o dos últimos oito anos.

 

Assim se analisarmos o Brasil de hoje, veremos que depende apenas da vontade política para que possamos voltar a ter um crescimento maior do PIB.

 

Os alicerces da economia já estão implantados; a inflação está sob controle, agora só faltam coragem e patriotismo dos poderes constituídos para voltarmos a crescer.

 

Redução da carga tributária, redução dos gastos dos poderes executivo, legislativo e judiciário, reforma política, reforma da previdência são medidas necessárias para estimular um maior crescimento de nossa economia.

 

Agora, pergunta-se: O governo tomará estas medidas?

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários