A festa em homenagem a Nossa Senhora de Nazaré em Belém do Pará

0

Foto:Adriana Pereira

 Um dos maiores eventos religiosos se realizou neste domingo, dia 9, em Belém do Pará: a procissão do Círio de Nazaré, reunindo mais de dois milhões de promesseiros, devotos e fiéis de Nossa Senhora de Nazaré que vão às ruas louvar a Rainha da Amazônia, numa comovente demonstração de fé e religiosidade.

É impressionante ver as pessoas passando no cortejo da procissão com seus agradecimentos e promessas, expressados em seus rostos, em seus sofrimentos, andando com cruzes, com velas, ou segurando objetos que simbolizam uma graça, crianças vestidas de anjinho, mãos estendidas voltadas para a berlinda, onde fica a imagem de Nossa Senhora de Nazaré, que por onde passa emana algo vibrante e bom nos corações do povo. Só quem já presenciou tem essa sensação contínua de paz e luz transmitida nessa união de povos que buscam o bem-estar.

Já é o 219º Círio de Nazaré, são 11 romarias oficiais, sendo elas fluviais, motorizadas e caminhadas, onde durante a festa do Círio são prestadas homenagens à Imagem de Nossa Senhora. Nestes dias, as ruas, casas, carros e embarcações se enfeitam com flores, tecidos, fitas, rendas, balões, faixas e bandeirolas.

O aguardado segundo domingo de outubro começou com a celebração da missa em frente à Catedral da Sé presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira e posteriormente a procissão com a imagem da Virgem que percorre cerca de 3,6 KM de distância até a Praça do Santuário de Nazaré onde ela ficará exposta para visitação durante 15 dias.

Na procissão, existe importante simbologia de uma Corda que é atrelada à berlinda da Imagem da Santa, onde promesseiros se atracam a ela fazendo todo o percurso empilhados para puxá-la numa devoção extraordinária. Só que muitos querem cortar a corda para ficar com um pedaço ou comercializá-la, prejudicando a muitos e o percurso. A Diretoria da Festa de Nazaré lançou campanha para evitar o corte antecipado onde ela é benta e doada aos fiéis no fim do percurso. Sendo assim, a Corda é dividida em núcleos (da Cabeça e da Berlinda) e estações (são cinco, ao todo). O núcleo da cabeça tem 11 metros e comporta 92 pessoas. Em cada estação são comportados 48 promesseiros.

Essa gigantesca romaria não só expressa uma grande devoção do povo paraense à Virgem de Nazaré como também emana um sentimento universal de paz e solidariedade para a vida.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais