A hegemonia de Simão Dias na 10ª eleição para governador

0

Neste domingo acontece o segundo turno da décima eleição direta para governador desde que os governadores voltaram a ser eleitos pelo voto popular, em 1982. Os governadores e senadores eleitos desde então foram os seguintes:

1982 – João Alves Filho (PDS) foi eleito governador e Albano Franco (PDS) eleito senador.

1986 – Antônio Carlos Valadares (PFL) elegeu-se governador e os senadores eleitos foram Lourival Baptista (PFL) e Francisco Rollemberg (PMDB).

1990 – João Alves Filho (PFL) foi novamente eleito para o governo e Albano Franco (PRN) reeleito para o Senado.

1994 – Albano Franco (PSDB) foi eleito governador e Antônio Carlos Valadares (PP) e José Eduardo Dutra (PT) eleitos para o Senado.

1998 – Albano Franco (PSDB) foi reeleito governador e Maria do Carmo Alves (PFL) eleita para o primeiro mandato de senadora.

2002 – João Alves Filho (PFL) retorna para o terceiro mandato de governador, Antônio Carlos Valadares (PSB) é reeleito senador e Almeida Lima (PDT) também se elege para o Senado.

2006 – Marcelo Déda (PT) chega ao governo e Maria do Carmo Alves (PFL) é reeleita senadora.

2010 – Marcelo Déda (PT) reeleito, Antônio Carlos Valadares (PSB) reeleito para o terceiro mandato no Senado e Eduardo Amorim (PSC) também se elege senador.

2014 – Jackson Barreto (PMDB) é reeleito governador, já que ocupava o cargo desde 2013, e Maria do Carmo Alves (DEM) se elege mais uma vez para o Senado.

A eleição deste domingo confirmará a hegemonia de Simão Dias no governo de Sergipe.

Três dos nossos ex-governadores nasceram naquele município entre o agreste e o sertão sul sergipano: Sebastião Celso de Carvalho, que governou de 1964 a 1967, Antônio Carlos Valadares, de 1987 a 1990, e Marcelo Déda Chagas, governador de 2007 a 2013.

Celso de Carvalho era vice-governador em 1º de abril de 1964, quando o então governador propriaense João de Seixas Dória foi destituído e preso pelos militares. Celso assumiu e concluiu o mandato.

Marcelo Déda foi eleito em 2006, quando já havia sido prefeito de Aracaju por dois mandatos, e estava no segundo mandato quando morreu prematuramente em dezembro de 2013.

Antônio Carlos Valadares, senador em terceiro mandato e agora não reeleito para o quarto mandato, foi governador pelo voto popular em 1986. Hoje, seu herdeiro político, o deputado federal Antônio Carlos Valadares Filho (PSB), que não nasceu em Simão Dias, está na disputa neste segundo turno.

E o atual governador Belivaldo Chagas (PSD), candidato à reeleição, que foi seu aliado e hoje é adversário, também é natural de Simão Dias.

Assim, a herança genética de Simão Dias estará no quarto governador sergipano, confirmando a forte tradição política do município.

Comentários