A justiça e os três p’s

0

Alguém sabe quantos condenados com graves problemas de saúde permanecem enclausurados nos desumanos presídios brasileiros? Talvez nem a Justiça possua esta informação, até porque sentenciado neste país deixa de ser visto como ser humano, é tratado pior do que cão sem dono. A própria sociedade acha que preso não merece clemência, não precisa de socorro médico, pois “bandido bom é bandido morto”.  Tomara que esse tenebroso quadro mude a partir da acertada concessão de prisão domiciliar ao ainda deputado federal José Genoíno (PT), portador de graves problemas cardíacos. Caso contrário, a Justiça brasileira reforçará a máxima de que no Brasil só vai e permanece na cadeia preto, pobre e prostituta.

Palestras

O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal, Carlos Ayres de Britto, fará palestra daqui a pouco no 2º Fórum Nacional de Licitações e Contratos, que acontece no Tribunal de Contas do Estado. Às 19h de hoje, Britto discorrerá sobre "Os 25 Anos de Plenitude Democrática no Brasil". Marcada para o auditório da Reitoria da Universidade Federal de Sergipe, esta segunda palestra é dirigida a professores, estudantes e servidores da UFS.

Em campanha

O governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), faz pré-campanha eleitoral hoje em Aracaju, onde será homenageado com o título de cidadão sergipano. Antes de receber a honraria, o pernambucano concede entrevista coletiva, se reúne com os filiados do PSB, recebe documentos de prefeitos e será paparicado por lideranças dos mais variados partidos. Vai embora com a certeza de ter deixado encaminhada a montagem do palanque para 2014.

Na Justiça

E o senador Antônio Carlos Valadares (PSB) anda pensando em processar o deputado estadual Augusto Bezerra (DEM). Contrariado com as duras criticas feitas a ele pelo demista, Valadares disse que sua vida é um livro aberto: “Não passo cheque sem fundo”. Oxente, e Augusto Bezerra passa, é?

Calo chato

O vereador aracajuano Agamenon Sobral (PP) é mesmo um calo a incomodar a diretoria do Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sintese). Agora ele promete iniciar uma campanha visando sensibilizar o governo a não descontar em folha a contribuição sindical dos educadores. O parlamentar quer saber como a entidade gasta os mais de R$ 4 milhões que arrecada anualmente.

Bem protegido

O governador Jackson Barreto (PMDB) exagera ao andar por aí rodeado por 10 policiais militares. Quem pensa assim é o deputado estadual capitão Samuel (PSL). De forma irônica, ele postou no twitter: “Enquanto o governador dispõe de 10 homens para protegê-lo, a população está sendo assaltada e roubada diariamente por falta de Polícia nas ruas”. É, tá feia a coisa!

Inseguros

Os motoristas e cobradores de ônibus da Grande Aracaju ameaçam cruzar os braços se a Polícia não jogar duro com os assaltantes. Segundo o sindicato, muitos profissionais não querem mais trabalhar à noite temendo ser assaltados. Como até agora nada foi feito pela Secretaria da Segurança para proteger a categoria, o sindicato pensa em deflagrar a greve, pois sem ônibus circulando não haverá assalto. É, e nem transporte para o povo.

Borrachudos

De janeiro a outubro passado, Sergipe foi o 2º estado com o maior percentual de cheques devolvidos (9,36%), ficando atrás apenas de Roraima: 10,74%. Segundo levantamento da Serasa Experian, no mês passado foi devolvido em todo o país 1,96% dos cheques compensados. O percentual é maior que o 1,81% de devoluções verificados em setembro último, e maior que o 1,94% observados em outubro do ano anterior.

Farras punidas
 
De uma canetada só, o magistrado Rinaldo Salvino do Nascimento tornou inelegíveis o deputado federal André Moura (PSC), o prefeito de Pirambu, Élio Martins (PSC), a ex-deputada federal Lima Moura e os ex-prefeitos Lara Moura (Japaratuba) e Juarez Batista (Pirambu). Todos foram condenados por improbidade administrativa. Contra eles pesa, entre outras coisas, a acusação de terem usado recursos públicos para pagar despesas pessoas em bares e restaurantes. Todos prometem recorrer contra a decisão.

Lei pra quê?

O prefeito João Alves Filho (DEM) pensa ser maior do que as leis. A afirmação é da vereadora aracajuana Lucimara Passos (PC do B), para quem o criminoso aterro do Rio Sergipe não deveria ter começado antes do estudo de impacto ambiental. O parlamentar disse esperar que a Justiça Federal atenda rapidamente a ação dos Ministérios Públicos Federal e Estadual pedindo a suspensão da obra no leito do rio.

Do baú político

Os partidos de esquerda já foram tão radicais que se apegavam nos argumentos mais subjetivos para recusar uma filiação. Dizem que alguns chegaram ao desplante de questionar até a cor da cueca usada por quem pretendia se filiar. Duas vítimas dessa visão caolha dos partidos foram a jornalista Ilma Fontes e o poeta Mário Jorge, de saudosa memória. Entrevistada pelo jornalista Osmário Santos, Ilma conta que, embora reconhecidamente de esquerda, os dois foram rejeitados pelo Partido Comunista Brasileiro e Partido Comunista do Brasil. “Eu era louca para entrar no PCB, mas me rejeitaram. Tanto o Pecebão quando o Pecebinho não nos consideravam sérios, só porque agente dançava twist no Iate e gostava dos Beatles”. Pode uma coisa dessa?

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais