A Páscoa da minha infância

0

Lembro da minha filha procurando os Ovos de Páscoa pela casa.
O sorriso ingênuo, olhar curioso, um tanto desconfiado.
Afinal, como o coelho havia conseguido entrar e deixar tantos ovinhos pelo caminho?

Lembro da minha mãe preparando o bacalhau para o almoço de domingo.
As mãos ainda fortes, a voz poderosa que proferiam as ordens que obedecíamos sem discutir; não mexa nisso! Não faça aquilo!

Lembro do meu pai preocupado em escolher o vinho adequado para celebrarmos em família.
O seu tom era professoral. Ele nos dava aulas de qual vinho servia para isso ou aquilo, como todo autêntico português da Ilha da Madeira.

Todas essas lembranças se fundem em torno da mesa, no momento em que nos reuníamos e de mãos dadas fazíamos a oração que o Pai nos ensinou. Ao final, minha mãe dizia algumas palavras ou retirava do bolso anotações de textos que havia recolhido.

Entre tantas, guardei, em especial, uma que divido com todos Vocês.

“ A VIDA É UMA OPORTUNIDADE
– Tome-a
A VIDA É UM DESAFIO
– Enfrente-o
A VIDA É AMAR
– Aproveite
A VIDA É UM HINO DE PAZ
– Cante-o
A VIDA É SIMPLESMENTE A VIDA

– Defenda-a e viva intensamente “
(Madre Tereza de Calcutá)

Desejo vivamente que todas as famílias, nesse domingo, se encontrem em torno da mesa e celebrem a VIDA, o RENASCIMENTO, a AMIZADE e a FRATERNIDADE.

FELIZ PÁSCOA

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais