Abril vermelho

0

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) está lembrando este mês o massacre de Eldorado do Carajás (PA), ocorrido no dia 17 de abril de 1996 e que culminou com o assassinato pela Polícia de 19 camponeses. O chamado ‘abril vermelho’ prevê uma série de ocupações de propriedades rurais em todo o país até o próximo dia 30. Além de protestar contra a truculência policial, as ações desenvolvidas pelo MST visam cobrar do governo federal mais agilidade nos processos de desapropriações e liberação de recursos para os assentamentos. Em Sergipe, o ‘abril vermelho’ terá a participação de 10 mil famílias já assentadas e de outras 9 mil que se encontram acampadas às margens das rodovias esperando por um pedaço de terra para plantar e colher.

Sobrou para Vavá

Por ser o mais velho do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar, o senador Antonio Carlos Valadares (PSB-SE) foi eleito ontem para presidi-lo interinamente. Em seguida, ele acolheu a representação contra o senador Demóstenes Torres (sem partido). O goiano é apontado como participante de associação criminosa com o empresário Carlinhos Cachoeira, preso pela Polícia Federal sob a acusação de manter rede de jogos ilegais. Valadares determinou a notificação de Demóstenes para que apresente defesa prévia no prazo de 10 dias úteis.

Vendendo Sergipe

Sergipe é uma fonte inesgotável para investimentos. A afirmação foi feita ontem nos Estados Unidos pelo governador Marcelo Déda (PT), durante evento promovido pelo Banco Mundial para governadores do Nordeste. Em sua palestra, o petista apresentou indicadores sociais e econômicos para provar que Sergipe é uma excelente opção para quem deseja investir no Brasil. Hoje Déda se reúne com diretores do Banco Interamericano de Desenvolvimento.

Melhor lugar

O Dia da Engenharia, 10 de abril, foi lembrado ontem na Assembleia pelo deputado estadual Gilson Andrade (PTC). Ele aproveitou a data para propor à classe política que se una em defesa da implantação em Estância do Campus de Engenharia da Universidade Federal de Sergipe. Segundo Gilson, o município está preparado para receber tão importante investimento, e é o único no estado que atende todas as exigências do Ministério da Educação.

De volta

Após uma licença de quatro meses para se recuperar de uma cirurgia no joelho, o senador Eduardo Amorim (PSC) retornou ontem as atividades parlamentares. Segundo ele, não foram 120 dias de descanso. “Além da cirurgia, aproveitei para estudar, ampliar os debates políticos e, principalmente, ouvir o clamor dos sergipanos”, discursou. Durante o período em que esteve afastado, Amorim foi substituído no Senado pelo suplente Lauro Antônio, o “Laurinho da Bomfim”.

Braços cruzados

Cansados de esperar o governo atender suas reivindicações, os professores da rede estadual decidiram entrar em greve a partir da próxima segunda-feira. A categoria está indignada com o que chama de desmonte da carreira promovido pelo governo. Os educadores garantem que só suspenderão a greve quando o Executivo pagar o reajuste de 22,22% para todos os níveis. No primeiro dia da paralisação, os grevistas vão acampar em frente à Assembleia para buscar o apoio dos deputados.

Dia de posse

O prefeito de Estância, Ivan Leite (PSD), toma posse hoje como presidente da Federação dos Municípios do Estado de Sergipe. Vai substituir o prefeito de Santana do São Francisco, Ricardo Roriz, que se afastou porque é candidato a reeleição e o estatuto da entidade proíbe sua permanência no cargo durante a campanha eleitoral. A solenidade de posse está marcada para as 16h, na sede da Federação, localizada na Rua Duque de Caxias, 341, no bairro São José, em Aracaju.

É presidente

O novo presidente da Comissão Mista Permanente de Mudanças Climáticas do Congresso Nacional é o deputado federal Márcio Macedo (PT). O parlamentar sergipano prometeu atuar pela inclusão da discussão sobre as mudanças climáticas na pauta da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável – Rio+20, que ocorrerá em junho próximo no Rio de Janeiro.

Quer rapidez

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Carlos Ayres Britto, que assume a presidência da Corte na próxima semana, disse que devido à possibilidade de prescrição de penas “seria conveniente” acelerar o julgamento do processo do caso mensalão. Segundo ele, em função das eleições municipais deste ano, é necessário que o julgamento ocorra o mais rápido possível. Tá certo, ministro!

Bons de ‘cana’

O consumo abusivo de bebida alcoólica é maior entre pessoas com mais de 12 anos de estudo do que entre os que estudaram até oito anos – 20,1% e 15,9%, respectivamente. Pesquisa feita pelo Ministério da Saúde mostra que, em relação à idade, a freqüência de consumo abusivo de bebida alcoólica é maior entre os jovens de 18 a 24 anos (20,5%). Na população com idade igual ou superior a 65 anos, o índice cai para 4,3%. Esse é mesmo um país de paus d’água. Hic, hic!

Do baú político

Em março de 1990, o então presidente Fernando Collor de Melo (PMN) assustou o país com o bloqueio de todo o dinheiro depositado pelos brasileiros em contas correntes. Foi um Deus nos acuda. Quase todos os prefeitos sergipanos entraram em pânico, pois tinham depositado os recursos das prefeituras em suas contas pessoais para se beneficiar dos elevados juros pagos pelos bancos. Com o bloqueio, ficaram sem ter como honrar as dívidas do município, para desespero ainda maior dos credores. Somente após a intervenção de lideranças políticas foi que a então ministra da Fazenda, Zélia Cardoso, permitiu o desbloqueio das contas dos prefeitos malandros para que eles transferissem o dinheiro para as prefeituras. Mesmo com seu jeito carrancudo, o deputado estadual Djenal Queiroz (PDS) provocou risos ao ser ouvido, na época, sobre o famigerado Plano Collor I. Quando o repórter quis saber o ele que achou do bloqueio das contas, recebeu uma resposta lacônica: “Não achei nada, perdi foi tudo”.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais