Abril Vermelho

0

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) está lembrando este mês o massacre de Eldorado do Carajás (PA), ocorrido no dia 17 de abril de 1996 e que culminou com o assassinato pela Polícia de 19 camponeses. O chamado ‘Abril Vermelho’ prevê uma série de ocupações de propriedades rurais em todo o país até o próximo dia 30. Além de protestar contra a truculência policial, as ações desenvolvidas pelo MST visam cobrar do governo federal mais agilidade nos processos de desapropriações e liberação de recursos para os assentamentos. Em Sergipe, o ‘Abril Vermelho’ terá a participação de 10 mil famílias já assentadas e de outras 9 mil que se encontram acampadas às margens das rodovias esperando por um pedaço de terra para plantar e colher.

Afiando o bico

O ex-deputado estadual Roberto Góis foi reeleito ontem presidente da executiva do PSDB sergipano. Com a eleição dos dirigentes, o partido começa a se organizar para as eleições de 2014. É a tucanada afiando o bico para disputar os votos dos sergipanos. Hoje, a legenda tem em Sergipe quatro prefeitos, 40 vereadores e sete vice-prefeitos, entre os quais José Carlos Machado, de Aracaju.

Homenagem

O ex-vereador aracajuano Marcélio Bomfim, militante político preso e torturado no período da ditadura militar, será condecorado pela Assembleia Legislativa com a Medalha do Mérito Parlamentar. A solenidade será realizada no próximo dia 6. A proposta é de autoria do deputado estadual Garibalde Mendonça (PMDB). Ex-militante do PCB e do PT, Marcélio é um dos defensores da instalação em Sergipe da Comissão de Verdade.

Nota só

Chegamos ao final do quarto mês do ano sem que a Assembleia tenha produzido nada de importante. Durante todo este tempo, os bem pagos deputados têm se ocupado unicamente com a discussão em torno do projeto governamental pedindo autorização para contrair empréstimo junto à União. Pior é que, pelo andar da carruagem, o Legislativo vai continuar na enrolação por mais um bom tempo. Lastimável!

Impunidade

O Ministério Público Estadual lança daqui a pouco em Aracaju a campanha “Brasil contra a Impunidade”. O objetivo é chamar a atenção da sociedade para a gravidade de a Câmara Federal aprovar a chamada PEC da Impunidade, que confere poderes investigativos na seara criminal exclusivamente às Polícias Civil e Federal. O MPE entende que a proposta representa uma ameaça a todos os brasileiros.

Barbaridade

O octogenário José Antônio dos Santos foi fuzilado ontem a tiros de escopeta dentro de casa. O crime aconteceu no município sergipano de Ribeirópolis e teve motivo fútil. Segundo a Polícia, a vítima pediu a dois homens identificados por Gileno e Gí que baixassem o som do carro. Sem dizer nada, os criminosos invadiram a residência do idoso e o fuzilaram. José Antônio era tio da desembargadora Aparecida Gama, presidente do Tribunal Regional Eleitoral.

Exagero

No entender do senador Antônio Carlos Valadares (PSB), a perda da maioria na Assembléia agravou o estado de saúde do governador Marcelo Déda (PT), que trata de um câncer no estômago. Mesmo sem citar nomes, o parlamentar insinuou que entre os culpados pela doença do petista estão os deputados estaduais Maria Mendonça e Adelson Barreto, na época filiados ao PSB. Os dois votaram contra o pedido de empréstimo que o Executivo deseja fazer junto à União. Menos, senador, menos!

Não sai

O deputado federal Almeida Lima (PPS) garante que permanecerá onde está, mesmo ocorrendo a provável fusão entre o partido dele e o PMN. Ouvido pelo colega Eugênio Nascimento, Almeidinha negou o desejo de migrar para o PMDB do primo, o vice-governador Jackson Barreto. “Esse é um assunto sobre o qual não tenho conversado com ninguém”, afirma. Então, tá!

Jejum

Alguém aí sabe quando o governo de Sergipe vai mandar para a Assembleia o projeto concedendo reajuste salarial aos servidores públicos? A data base da categoria é janeiro, mas abril está terminando sem que o Executivo se manifeste sobre o assunto. Com a ninharia recebida no final do mês, a galera já apertou o cinto ao extremo e muitos seguem em jejum mesmo depois da Quaresma. Que miserê, sô!

Tragicômico

Foi surreal aquele assalto com vítima fatal, ocorrido num posto de combustíveis em São Paulo. Para surpresa dos três assaltados, um dos bandidos cai morto durante a ação. O comparsa ainda tentou socorrê-lo, mas ele já estava durinho. Sem alternativa, o marginal sobrevivente suspende o assalto e obriga as vítimas a colocarem o morto no carro, fugindo em disparada. Tragicômico, não?

Do baú político

Na legalidade, o Partido Comunista Brasileiro (PCB) teve forte participação nas eleições de 1945 tendo, inclusive, apresentado Yeddo Fiúza como candidato a presidente da República, o mais votado em Aracaju. Durante a campanha eleitoral, o combativo democrata Péricles Vieira de Azevedo é enviado do Rio de Janeiro para pedir votos aos sergipanos. No livro ‘História Política de Sergipe’, o professor Ariosvaldo Figueiredo conta que, ao chegarem em São Cristóvão, os comunistas encontram forte reação da Igreja Católica. Para tumultuar o concorrido comício, os padres mandaram tocar os sinos no momento do discurso de Péricles. Este, porém, não perde a calma e afirma que o PCB está tão forte “que até os frades fazem questão de participar com esse fabuloso badalar. Foi a forma encontrada por eles para participar dessa grande festa democrática”. Revoltados com o contra-ataque, os religiosos mandaram silenciar os sinos e o comício seguiu apoteótico.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais