ACADEMIA SERGIPANA DE MEDICINA FAZ HISTÓRIA

0

 

Uma das mais atuantes entidades médicas de Sergipe, que em 2009 comemora quinze anos de

Déborah Pimentel, ao centro, com o pai e o esposo.
existência, empossará sua nova diretoria na próxima quarta-feira, dia 23 de abril. Refiro-me  à Academia Sergipana de Medicina, instituição que honra Sergipe, não só  pela sua expressiva atuação na preservação da memória médica, como também por contar em seus quadros com personalidades que trouxeram enorme contribuição para o desenvolvimento político, social , científico, associativo  e cultural do Estado.

A médica, psicanalista, escritora e professora Déborah Pimentel será empossada para um segundo mandato à frente da entidade. Não bastasse ter sido a primeira mulher a presidir o sodalício, tornar-se-á  agora o primeiro presidente  a ser reconduzido, por méritos, ao posto maior  na instituição, também conhecida como a “Casa de Gileno”.

Foi  o idealismo e a determinação de Gileno da Silveira Lima (1920-2006), com o apoio decisivo de Geraldo Mílton da Silveira, seu primo e à época Presidente da Academia de Medicina da Bahia, que propiciou a fundação da nossa Academia. Em 1984, eu presidia a Somese e coloquei toda a estrutura da entidade a sua disposição para a viabilização desse desiderato. Tudo pronto faltava apenas decidir quem seria o primeiro presidente. Gileno declinou da indicação geral, não queria somente para si os louros da vitória. Dividiu-os com Cleovansóstenes Pereira de Aguiar, que se tornou assim o primeiro presidente da entidade, empossado em solenidade festiva no auditório da Somese em 9 de dezembro de 1994. Expressiva delegação de acadêmicos baianos testemunhou o momento histórico. Em 1996, assumiu a presidência o Ac.José Hamilton Maciel Silva, sendo sucedido sucessivamente por Lúcio Prado Dias, Hyder Gurgel, Eduardo Garcia e finalmente Déborah Pimentel.  

A confrade Déborah Pimentel,  desde que assumiu a cadeira 34, que tem como patrono o saudoso Theotonílio Mesquita, vem colocando  todo o seu saber e inteligência a serviço  da entidade e, no exercício da presidência nos dois últimos anos, desempenhou as suas tarefas com plena dedicação e forte entusiasmo. Por isso  agora ela está sendo reconduzida para um novo mandato.

Nos seus quase quinze anos de existência, a Academia Sergipana de Medicina vem desempenhando com galhardia a sua nobilitante tarefa que é a de resgatar nomes e fatos da Medicina de Sergipe.  Nesse sentido, duas ações merecem destaque. A revitalização do Museu Médico de Sergipe, já iniciada e a publicação do Dicionário de Médicos de Sergipe, no prelo.

Nos próximos dias, será concluído o processo de admissão de novos membros, com o ingresso de seis novos acadêmicos, que irão ocupar as últimas cadeiras vagas, perfazendo um total de quarenta participantes. A composição das cadeiras, com seus patronos e respectivos ocupantes, poderá ser observada no site da Academia: www.infonet.com.br/asm

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais