AÇÃO EM SILÊNCIO

0

O governador João Alves Filho (PFL) é candidato à sucessão estadual. Já disse isso a auxiliares e aliados, mas ainda não o fez publicamente. Também não tem demonstrado que está fazendo política, porque não seria de bom tom estar no meio do segundo ano de administração e já entrar numa campanha fechada para as eleições de outubro do próximo ano. De qualquer forma, João está começando a visitar mais o interior e se aproximar de algumas lideranças estremecidas com a sua ausência. Mesmo assim os seus compromissos são administrativos, como o que aconteceu ontem em Gararu, onde ele tratou exclusivamente da Educação. Quem esteve na cidade ainda tentou puxar a questão política, mas o governador alegou compromissos em Aracaju e retornou duas horas e meia depois de mostrar o Plano Estratégico para o setor educacional, que melhora o ensino público no interior. João está mais ligado à administração do que à política, porque deseja concluir projetos importantes, para depois pensar em reeleição.

 

Sinaliza, entretanto, para uma mudança no perfil da administração ao criar a Secretaria da Integração de Serviços Públicos Metropolitanos, que terá à frente o ex-prefeito de Pirambu, André Moura (PFL). Pela dimensão do nome se trata de uma pasta que vai cuidar de interesses de Aracaju, São Cristóvão, Nossa Senhora do Socorro, Barra dos Coqueiros e até Itaporanga D’Ajuda. Evidente que, dentro da estrutura de integração estará a atuação política, que tem objetivos de ampliar o atendimento às cidades próximas, dentro de um projeto que o aproxime dos prefeitos e da comunidade. Além disso, junto a correligionários mais próximos, o governador deixa clara a intenção de iniciar contatos com segmentos importantes da política estadual e abrir espaço para a composição de um bloco coeso em torno do seu nome. Um dos seus assessores disse que o governador está percebendo bem a movimentação da oposição e vai atuar profissionalmente depois de definidas as regras do jogo eleitoral e quando se definir as filiações partidárias, que acontecerá em setembro.

 

Quanto à participação de alguns dos seus auxiliares, que precisam demonstrar tesão pela reeleição, não existe qualquer posicionamento. Entretanto, entre os auxiliares que já vestiram a camisa da campanha, é preciso que se convoque todos ao trabalho, “porque o caldeirão está no fogo e se aproxima a hora de fazer a feijoada” só terá sua parte quem também cortar a carne. Um secretário mais atuante nominou alguns nomes de primeiro e segundo escalões que não se movem para a luta que se travará na disputa pela continuidade do Governo. Não têm dimensão de como vem o adversário e que se travará “uma verdadeira guerra nas discussões para conquistar o quarto mandato”. Ninguém pode ignorar que o bloco da oposição é forte, está coeso e já dança no ritmo da música de campanha. Pode não ser o momento de ir para a rua, mas já caminha muito lento o sentimento de que se terá uma árdua batalha pela frente e que todos têm que começar a esquentar os tamborins.

 

Há comentários, entretanto, que o governador João Alves Filho tem recebido e enviado mensagens para lideranças importantes do Estado, que poderá resultar em uma composição sólida para as eleições estaduais do próximo ano, onde ele busca a reeleição. Quem conhece João Alves sabe muito bem que se trata de um político experiente, com um currículo de vitórias e que tem condições de manter o jogo a seu favor ou reverte-lo caso esteja em situação de inferioridade. Assim como os políticos inteligentes e competentes que integram a oposição, o governador João Alves Filho também percebe que podem acontecer desvios de posições entre o grupo adversário, já que existem posições contraditórias para a formação de uma chapa. Lógico que a recíproca é verdadeira, e como é, mais do lado do governo não existe um bloco formado e ansioso por posições majoritárias, o que facilita acomodações que satisfaçam até a adversários. De qualquer forma a sucessão está posta à mesa e é necessária uma certa pressa para “pegar o pirão primeiro”.

 

MUDANÇA

A delegada Georlize Oliveira Costa Teles é a nova secretária da Segurança do Estado. Assumiu ontem, às 16 horas, no gabinete daquela Pasta. Quem deu posse foi o secretário de Governo, Nicodemos Falcão. Luiz Mendonça retorna à Procuradoria de Justiça para disputar a vaga de desembargador, aberta com a morte de Fernando Franco.

 

GARARU

O governador João Alves Filho esteve ontem em Gararu e explicou o Plano Estratégico do Governo para a Educação. O prefeito da cidade, José Cardoso de Matos, disse que o governador não falou em política, embora alguns vereadores e colegas de outras cidades quisessem tratar do assunto.

 

CONVULSÃO

O senador Almeida Lima (PSDB) disse ontem que todas as instituições estão funcionando normalmente, “daí não haver no país qualquer clima de golpe ou convulsão”. “O que de fato existe é a deterioração moral do governo”, disse Almeida, ao falar pela liderança do seu partido ontem à tarde.

 

TOBIAS

O ex-prefeito de Tobias Barreto, José Airton de Andrade (PTB), morto em um acidente de carro, segunda-feira passada, era eleitoralmente eclético. Votaria em João Alves Filho (PFL) para governador, em Jackson Barreto (PTB) para deputado federal e em Albano Franco (PSDB) para senador.

 

PREFEITA

Não há nenhum problema que impeça a vice-prefeita Marly Barreto de assumir o cargo, com a morte do titular, José Airton, em Tobias Barreto. Ela não o fez na terça-feira porque ainda estava muito abatida com a morte do prefeito. Os dois administravam juntos e sem problemas.

 

APROVADAS

Aprovada nas comissões da Assembléia Legislativa as secretarias de Integração de Serviços Públicos Metropolitanos e a de Emprego e Trabalho. A discussão e votação não foram possíveis porque alguns deputados foram para a reunião da União Nacional das Assembléias Legislativas (Unale), que se realiza em Sauípe.

 

VAGA

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) não está convencida de que a vaga deixada pelo desembargador Fernando Franco seja do Ministério Público. Considera que a vaga só seria do MP caso o desembargador Roberto Porto é que tivesse deixado a primeira corte do Tribunal de Justiça. A OAB vai consultar sobre o assunto.

 

RESERVAS

Existem hoje três vagas para o Quinto Constitucional, sendo uma para o MP e duas para a OAB. Como o MP está em desvantagem pode haver a equiparação. As três vagas se revezam e como o último que entrou, Roberto Porto, foi pela OAB, a vaga passaria a ser do MP e a próxima dos advogados.

 

SINTESE

O ex-vereador Urbano José, de Riachuelo, diz que o Sintese atua na capital, mas esquece a situação de várias cidades do interior. Em Riachuelo, por exemplo, o Sntese não é tão atuante como o faz contra o governador do Estado, João Alves Filho, embora os problemas sejam os mesmos.

 

OMEGA

Anotem aí: um carro Omega CD, cor prata, placa JMY-5511-SE, que está com mandado de busca e apreensão decretado. O oficial de justiça não consegue chegar a ele. A questão é que o carro está em mãos de um deputado estadual que nunca aparece com o veículo, o que impede a apreensão. É um parlamentar do interior.

 

VALADARES

O senador Antônio Carlos Valadares (PSB) assinou o documento para instalação da CPMI que investigará a corrupção nos Correios e Telégrafos. Valadares foi que anunciou a posição do seu partido, em nome da liderança no Senado e declarou que não retiraria a assinatura.

 

CORREIOS

O deputado Venâncio Fonseca (PP) deu uma instigada nos petistas: “no governo do PT foi modernizada a corrupção. Agora ele chega por Sedex”. Das galerias um assistente completou: “inclusive tem carteiro para entregar”. Os petistas não responderam.

 

TC NA TV

A partir de amanhã o Tribunal de Contas do Estado estará com um programa na TV Alese, às 18 horas, com notícias da instituição. No noticioso serão levadas ao ar informações úteis aos gestores públicos do Estado de Sergipe e ainda as ações desenvolvidas pelo TCE/SE.

 

Notas

 

CABEÇAS

O Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (DIAP) divulgou, terça-feira, a lista com “As 100 cabeças do Congresso Nacional” que são deputados e senadores que têm peso na hora de elaboração de leis, são debatedores de idéias e formadores de opinião. Dois sergipanos aparecem na relação. Um deles é o deputado João Fontes (PDT), o outro é o senador Antônio Carlos Valadares (PSB). Os dois foram reconhecidos mais uma vez pelo DIAP, que é uma organização Sindicatos, portanto vínculos partidários.

 

DISCURSO

O secretário da Justiça, Emanuel Cacho vai proferir palestra no I Fórum sobre Financiamento da Redução da Demanda de Drogas nos Estados e Municípios foi convidado pelo presidente da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado, da Câmara Federal, deputado Enio Bacci. Emanuel Cacho vai falar na próxima terça-feira, no Terceiro Painel, cujo tema é “A importância do financiamento para redução da violência e da criminalidade e o papel dos Conselhos Estaduais Antidrogas”.

DROGA

Manoel Cacho tem indo a Brasília, tentando junto ao Congresso Nacional a liberação de verbas para o combate as drogas. “Essa é uma bandeira que deve ter o apoio de toda a sociedade. Até porque não sabemos onde estão os usuários. Podem estar até em nossa casa”, diz Emanuel Cacho. O trabalho desempenhado pelo secretário Emanuel Cacho, no que diz respeito à cidadania, como a campanha do desarmamento, o combate ao uso de drogas e a promoção da Igualdade Racial, justificou o convite.

É fogo

 

Vários e-mails estão sendo enviados entre internautas de todo o Brasil, com piadas envolvendo o presidente Lula.

 

O prefeito Marcelo Déda (PT) também viaja à França neste próximo final de semana. Deve retornar do exterior entre 10 a 12 de junho.

 

Vários prefeitos e líderes políticos vão este final de semana a Pirambu participar do São João antecipado daquela cidade.

 

Até o momento as cidades do interior, como Areia Branca, Itaporanga e Estância não se manifestaram sobre o São João.

 

O deputado federal João Fontes (PDT) não foi a Brasília ontem para participar da leitura do documento eu pede a instalação de uma CPI.

 

O deputado federal Heleno Silva (PL) está retornando da França no domingo pela manhã. Desembarca em São Paulo e vem para Aracaju.

 

O deputado estadual Marcos Franco (PMDB) não sabe como surgiu o seu nome para ser candidato a vice-governador, ao lado de João Alves Filho.

 

O secretário Carlos Batalha está começando a tomar pé da Secretaria do Esporte e Lazer. O trabalho deve começar para valer na segunda-feira.

 

Na Fundação Aperipê, a professora Marlene Calumby também iniciou o seu trabalho, embora já conheça bem a estrutura da instituição.

 

Terça-feira o Governo do Estado, por meio das Secretarias de Turismo e do Combate à Pobreza, lançam a vila do forró, na praça de eventos da Atalaia.

 

O supermercado Extra será erguido no contorno do Distrito Industrial. As máquinas já derrubaram dezenas de árvores centenárias, para o início da obra.

                        

brayner@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais