Acerto de contas:PT cobra lealdade de Edvaldo.PT não blefa:PT assusta

0

“O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

Engana-se quem interpreta a ameaça do PT em lançar candidatura à Prefeitura de Aracaju como proselitismo, blefe ou mera especulação em busca de espaços de poder. Vai além. Muito mais além. Trata-se de um acerto de contas com o passado. Edvaldo está prefeito de Aracaju, pelo voto do povo, mas, sobretudo, pela base eleitoral e social que o PT mantém em Aracaju.
Mesmo quem duvide do desempenho do PT em Aracaju é sempre bom lembrar da ótima referência que os aracajuanos têm das administrações de Marcelo Déda. Sem a estrela petista, o comunista prestes a virar brizolista, quer levar para si o legado do ex-prefeito e ex-governador.

Gostem ou não, o PT saiu fortalecido de 2018, ajudado pela onda nacional. Os dirigentes locais tentaram ao máximo colar suas pautas com a conjuntura nacional e até mesmo Rogério Carvalho, na briga pelo Senado, alertou que ele “era o Senador de Lula”, numa estratégia de combater a candidatura de Jackson Barreto que se arvorava de ser o ungido do ex-presidente. O resultado todos conhecem.

Voltando a Edvaldo. Lá em 2000, quando se pensavam em lançar um nome da esquerda na capital, o nome mais forte para compor chapa com Déda era da professora e ex-deputada, Ana Lúcia Menezes. Com a negativa de Ana, sobrou, sim, a palavra correta é sobrou, para Edvaldo Nogueira. Venceram. De quebra, a vaga de deputado federal que era de Déda passou a ser de Tânia Soares, ex-mulher de Edvaldo e correligionária do PC do B.

Com a astúcia de um bom stalinista, Edvaldo soube esperar a hora certa e a disciplina e a obediência foram decisivas para em 2008, com Déda já no Governo do Estado, Edvaldo tivesse o aval do então governador e da base aliada. O PT chegou a espernear, mas contentou-se com Sílvio Santos ocupando a vice. Venceram novamente.

Em 2012 Edvaldo saiu com índices gigantescos de reprovação junto aos aracajuanos e só mesmo a gestão catastrófica de João Alves Filho, com o devido respeito que merece por conta de sua enfermidade, é que ele reascende ao posto de chefe do Executivo Municipal de Aracaju. Antes, Nogueira tentou ser candidato a deputado federal em 2014 e obteve apenas 23.696 votos, ou 8,88%, ficando atrás de Adelson Barreto e Laércio Oliveira.

De volta ao Palácio Inácio Barbosa, cometeu alguns erros que colaboram para o afastamento do PT: não foi entusiasta da Caravana de Lula quando passou em Sergipe em 2017; nunca se ouviu qualquer defesa do ex-presidente e nem aderiu ao #LULALIVRE; não suportava uma empoderada e inquieta Eliane Aquino na vice-prefeitura (dizem que o UFA!!! dado por ele quando Eliane renunciou se ouviu nos quatro cantos do prédio da prefeitura). O pacto administrativo feito com André Moura, líder de Temer, adversário figadal do PT, foi visto como uma traição, por muitos petistas.

Pois bem. Para fechar o rosário de lamentação da turma da estrela vermelha, Edvaldo é acusado de ter participado pouco da campanha de Rogério Carvalho e do próprio Belivaldo. Durante a campanha, Eliane, durante entrevista, chegou a pressionar publicamente o prefeito para ser mais presente. Rogério, mais vingativo, guardou suas mágoas e agora superestima sua vitória em detrimento à ausência do comunista.

A pretensão do PT em lançar candidatura é legítima. E ganha voz internamente com 80% das correntes já terem defendido isto publicamente.

Além do cargo, a sigla quer reorganizar a centro-esquerda em Sergipe e manter o monopólio. O PT sabe que no bloco de Edvaldo tem muito cacique e pouco índio e não quer guerrear em vão. Deixará PSD, MDB e outros partidos que estiveram com Temer e estão com Bolsonaro e poderão alinhar um discurso com a policia nacional, sem papas na língua, sem meias palavras para poupar possíveis aliados locais.

O PT cobra a lealdade que vem faltando a Edvaldo Nogueira nestas décadas de aliança.
Por isso o PT não blefa. O PT assusta.

Acabou o encantamento: usaram e abusaram do nome de Déda e agora não conseguem nem manter o Instituto Como bem escreveu Manuel Bandeira “Vou-me embora para Pasárgada…” Este não é um Estado sério. Usaram e abusaram do nome do professor Marcelo Déda nas últimas campanhas eleitorais e agora o Instituto que leva o nome dele deve ser fechado e o acervo doado a uma biblioteca pública porque dos 50 sócios que contribuíam, apenas oito continuam ajudando com R$ 50,00 mensais mensalmente. Marcelo Déda Chagas não merece isso. Hoje estão no governo do Estado e na Prefeitura – com gordos cargos comissionados – dezenas de pessoas que cantaram em prosa e verso seu nome. Sem contar muitos eleitos usando o nome dele. É Sergipe Del Rey…

Depois do #ELENÃO e #ELESIM, será que #ELEVOLTA? Atualmente o país vem passando por uma onda de clamor por “não corrupção”, de renovação política, de reivindicações por mudanças progressivas! Ética e moralidade!

Altos escalões Bem, mas não por cá, pelos lados do nosso Sergipe. Por aqui, enquanto se preocupam com #elesim ou #elenão, o #elevolta está sendo o jargão do momento (pelo menos por debaixo dos panos importados dos gabinetes dos altos escalões do nosso Estado).
Como explicar toda a articulação política e a velocidade judicial para o retorno de um membro afastado de um órgão público? Mesmo após a condenação pelos crimes de peculato, corrupção passiva e associação criminosa. Tudo porque a condenação foi revista por as provas do processo foram nulas porque foram feitas além do período permitido. Ou seja, as provas existem e comprovam as condutas, mas a formalidade excluiu elas do processo.

Exemplo Ora, ora, ora. O Judiciário precisa esquecer o que ouviu naquelas “provas ilicitamente captados”. A sociedade sergipana NÃO. Ilícitas, imorais e antiéticas foram as condutas corruptas e dissimuladas de um dos que deveriam ser o exemplo, justamente, do contrário. Do zelo pelas contas públicas de Sergipe. Não bastasse tudo isso e os graves prejuízos à estabilidade financeira sergipana, agora querem voltar ao cargo.

Apoio E agora a sede de poder conta com o apoio do gestor mor e de dois colegas do próprio órgão que possuem forte intenção de ocupar os cargos de Governador e Secretário de Estado respectivamente. Isso não está tão por baixo dos panos assim: tudo às claras numa manifestação em abril numa sessão pública.

“Tira e bota” Grandes colaborações por trás de esqueminhas de “tira e bota”? Não precisamos mais disso. O povo sergipano está cansado da velha política que continua afundando o Estado numa crise sem precedentes. Um belo esquema articulado, costurado, pensado e orquestrado para atender aos interesses dos coronéis da política de Sergipe, mantendo-os (e seus interesses) no poder. E para acabar com o tempero da pizza um deles foi o “sorteado” para conduzir todo o pedido no órgão, quando deveria ser outro colega.

“Dai a César o que não é de César desde que os interesses finais de César justifiquem os meios.” Estão alterando o significado deste e tantos outros ditados, costumes e significados. Como os significados de: transparência, legalidade e moralidade. Estão, mais uma vez, articulando o jogo de cadeiras que o povo Sergipano aprendeu a não se importar.

A nomeação publicada no Diário Oficial de ontem.

Garibalde contemplado no governo A irmã do deputado estadual Garibalde Mendonça (MDB), Heloisa Helena Rabelo Mendonça, foi nomeada pelo governador Belivaldo Chagas para o cargo de Superintendente-Executiva da Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência Social e do Trabalho. O ato de nomeação foi publicado no Diário Oficial de ontem, 07.

Rapaz esse Governo tá demais Na nova e moderna central de flagrantes da Avenida Visconde de Maracaju, com a modernidade anunciada, só existe um carro Gol comum para transporte de presos, algemas não existe, ramal de telefones sempre ocupados, uma vergonha para Sergipe Del Rey.

Assessores contratos em seleções de parlamentares já tinham relação política com os chefes O jornalista Guilherme Amado colunista da revista Época analisou as contratações de dez políticos, quatro deles escolheram pessoas pessoas com quem já tinham alguma relação anterior, entre eles o senador por Sergipe Alessandro Vieira, PPS. Leia toda matéria aqui.

Caso Manuleke Ontem, por maioria de votos (2×1), a Câmara Criminal do Tribunal de Justiça julgou e deu provimento à apelação criminal interposta pela defesa de Daniel Manuleke, o jovem moçambicano, portador do vírus da AIDS, filho adotivo de um casal de médicos sergipanos, que fora acusado da prática do crime de estupro de vulnerável contra uma menor de idade durante um retiro espiritual da igreja presbiteriana, realizado numa chácara em Salgado, no carnaval de 2013.

Tese da defesa O advogado Aurélio Belém que defendeu o acusado informou que o TJSE acatou a tese da defesa e reformou a sentença condenatória de primeira instância, decretando a absolvição do jovem, com o voto condutor do Desembargador Diógenes Barreto que reconheceu a inexistência de materialidade do crime e o erro de tipo acerca da menoridade da menoridade da suposta vítima.

Improcedência Depois de uma longa e árdua batalha judicial que até aqui durou 06 anos, a defesa consegue a reforma da injusta condenação do jovem Manuleke junto à Câmara Criminal do TJSE, que proclamou a sua absolvição. “Essa causa é emblemática em minha carreira. Um caso em que houve verdadeira caça a um jovem em razão de quatro qualidades que ele ostenta (africano, negro, adotado é soropositivo), mas que trazem discriminação e preconceito. Não obstante a absolvição, Daniel pagou caro simplesmente por ter nascido assim como é. Esses prejuízos são irreparáveis, mas, enfim, contamos com a sensibilidade do TJSE, em especial do Desembargador Diógenes Barreto, que em brilhante voto fundamentou a improcedência da acusação.”

Recurso Em tese, ainda cabe recurso especial para o Superior Tribunal de Justiça e extraordinário para o Supremo, no entanto, a defesa não acredita na interposição destes pelo Ministério Público, eis que não se permite mais a análise da prova e não há ferimento à legislação federal ou Constituição Federal. Não mais. Estamos de olho.

Homenagem Federação dos Bancários Atualmente deputado estadual, Luciano Pimentel dedicou mais de 30 anos a atividade de bancário. Por ter acompanhado de perto o dia a dia desse ofício, o parlamentar faz questão de sempre prestar homenagens à categoria e enfatizar a importância dela para o crescimento do país. Na segunda-feira, 6, a Alese realizou uma sessão especial de autoria do parlamentar com a presença de diversas lideranças bancárias para homenagear a Federação dos Bancários da Bahia e Sergipe (Feebbase), que recentemente celebrou 50 anos de existência.

Fomento da economia Em uma das partes do pronunciamento Luciano Pimentel afirmou que tem honra de pertencer a categoria e ter feito parte da história de entidades tão relevantes para o fomento da economia brasileira, a exemplo do Banco Econômico, Banco do Estado da Bahia, Banco Nacional da Habitação e Caixa Econômica Federal. “Tenho um sentimento enorme de gratidão pelas instituições financeiras que atuam em nosso país, principalmente, os bancos públicos que são imprescindíveis para o desenvolvimento da nossa região”, frisou. Encerrando seu discurso, o parlamentar assegurou que continuará firme na defesa dos bancários. “Sempre defendi e defenderei a categoria. Viva os bancários! Viva os bancos públicos do nosso país!”

Federação e Sindicato De acordo com o presidente da Feebbase, Hermelino Neto, a Federação dos Bancários passou por vários momentos, mas continua jovem e forte em suas ações. “Neste evento celebramos esses dois estados, essas duas populações e esse segmento de trabalhadores que é importante para o desenvolvimento do nordeste, de Sergipe, da Bahia e do Brasil”.

Ipesaúde celebra convênio com a Prefeitura de Divina Pastora Na manhã de ontem, 07, o diretor-presidente do Ipesaúde, Christian Oliveira, recebeu o prefeito de Divina Pastora, Sylvio Cardoso, para a celebração do convênio entre Autarquia e prefeitura, possibilitando que os mais de 400 servidores municipais ativos, inativos, comissionados e seus dependentes possam se tornar beneficiários.

Acolhimento Durante a reunião, Christian Oliveira ressaltou a satisfação em assinar o convênio. “Ficamos muito felizes com o interesse demonstrado pela prefeitura de Divina Pastora. O Ipesaúde poderá promover assistência aos servidores municipais que desejarem aderir, ampliando nosso acolhimento no Leste Sergipano”, disse o diretor-presidente.

Serviço de qualidade Para o prefeito de Divina Pastora, Sylvio Cardoso, essa é mais uma opção no cuidado com a saúde do servidor. “A celebração desse convênio dá oportunidade para que o servidor tenha acesso a um serviço de qualidade, que é oferecido pelo Ipesaúde. Além disso, a possibilidade de adesão dos dependentes torna o momento ainda mais importante”, comenta.

Adesões O servidor que desejar aderir ao Ipesaúde poderá, a partir desta quinta-feira (9), procurar o setor de cadastro localizado na sede do Ipesaúde, rua Campos, 177, em Aracaju. Ainda no momento da solicitação serão reforçadas informações sobre período de carência, tabela de contribuição, relação de quem pode ser dependente do titular, além da forma de contribuição. Para inscrição de titulares e dependentes, a lista de documentos necessários pode ser acessada através do www.ipesaude.se.gov.br , na aba Espaço Beneficiário/Cadastro/Documentação.

Contribuição O servidor deverá realizar o pagamento da contribuição nas agências do Banese, por meio de boleto. O documento estará disponível para impressão no www.ipesaude.se.gov.br em Espaço Beneficiário/Boleto, sempre no primeiro dia útil de cada mês, assim como na sede do Ipesaúde em Aracaju. A data de vencimento será até o dia 15 de cada mês. Os valores para cada beneficiário seguirão a tabela fixada em lei: De 0 a 18 anos R$ 83,21; De 19 a 29 anos R$ 140,17; De 30 a 39 anos R$ 197,10; De 40 a 49 anos R$ 262,38; De 50 a 59 anos R$ 328,49; Acima de 59 anos R$ 394,20.

PELO ZAP DO BLOG CLÁUDIO NUNES – (79) 99890 2018

Construção civil e Engenharia promovem capacitação sobre Mediação e Arbitragem Promovido pelo CONIMA, ISAM E M&C, e com o apoio da MÚTUA, SEBRAE, AEASE, ASEOPP, CREA e OAB, o seminário reunirá engenheiros, empresários, advogados e demais profissionais e estudantes, no dia 23 de maio, para debater a importância da Mediação e Arbitragem nas organizações. A Mediação e a Arbitragem vão ajudar a solucionar conflitos de uma forma mais rápida e satisfatórias, evitando o processo judicial, dando um maior dinamismo nas empresas. O Evento terá início às 18h30 no SEBRAE, Av. Tancredo Neves n. 5.500, em Aracaju. Participarão do Evento a Dra. Camila Linhares, Superintendente do Conselho Nacional de Instituição de Mediação e Arbitragem em Minas Gerais e João Alberto Oliveira, Superintendente do CONIMA em Sergipe.

Sobre a Secretaria de Estado da Inclusão Social Pelo zap, de servidores da pasta: “Na última quinta-feira, uma das eminências pardas da SEIT foi nomeada e já está tocando terror aqui dentro da Secretaria. Técnicos antigos chorando por tanta humilhação e ela preocupada em falar mal de técnicos anteriores quanto os abrigos Regionais estão sem comida. Isso mesmo são crianças passando privações emocionais e agora fome. A equipe da competência deixando faltar itens básicos e tão importante. Belivaldo cadê você? Que permite que a Secretária no Papel Leda Lúcia coloque um quadro branco para da aula no gabinete da SEIT? Um governador que essas oportunistas fazem o que quer. Pedimos Socorro para tanta injustiça.”

PELO E-MAIL E FACEBOOK

PELO TWITTER

www.twitter.com/Pontifex_pt (Papa Francisco) Madre Teresa, intercedei junto de Jesus para que também nós obtenhamos a graça de estar atentos ao grito dos pobres, dos doentes, dos marginalizados, dos últimos.

www.twitter.com/ISMARVIANA “Votar é manifestar uma escolha. Mas a manifestação dessa escolha só vale, só representa uma verdade, se você for livre na escolha, e se for igualmente livre na manifestação da escolha.”

www.twitter.com/GDimenstein Afinal, o que esperar de um presidente que tem como referências intelectuais Olavo de Carvalho, internado duas vezes em clínicas psiquiátricas, e Danilo Gentili, suspenso do Facebook por racismo.

Siga Blog Cláudio Nunes:

Instragram

 Facebook

 Twitter

Frase do Dia
“Desejo ver um mundo melhor, mais fraternal, em que as pessoas não queiram descobrir os defeitos de outras, mas sim, que tenham o prazer de ajudar o outro.”

Comentários