Afinando o gogó

0

Faltando ainda um ano para as eleições municipais, pré-candidatos e lideranças políticas sergipanas afinam o gogó para o confronto verbal a ser travado na campanha eleitoral. Ao se atacarem diariamente, oposição e situação treinam o melhor discurso para enfraquecer o adversário e convencer o eleitorado, principalmente de Aracaju. Os políticos sabem que conquistar a Prefeitura da capital significa meio caminho andado para chegar ao governo de Sergipe, dois anos depois. E é por isso que todos querem derrotar o prefeito João Alves Filho (DEM). Visando evitar se expor fora de hora, o demista tem escalado aliados para defendê-lo bater nos adversários. Ontem mesmo foi a vez de o vice-prefeito José Carlos Machado (PSDB) cair de pau em cima do deputado federal e prefeiturável Valadares Filho (PSB). Secretários municipais e vereadores governistas também cumprem o papel de bater no ex-prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB), chegando ao desplante de culpá-lo pela péssima administração feita agora por João Alves. Vai ser assim até o começo da próxima campanha, quando os gogós já estarão afinados e prontos até para cuspir bala, se for preciso.

Recém-nascido

E quem não gostou das criticas de Zé Carlos Machado (PSDB) ao prefeiturável Valadares Filho (PSB) foi o vereador aracajuano Bertulino Menezes (PSB). “Foi justamente por achar que Marcelo Déda (PT) era um menino, que João Alves Filho (DEM) perdeu a eleição para o governo em 2006. Se ter experiência é administrar Aracaju da forma que João faz, é melhor que o futuro prefeito seja um recém-nascido, desde que possua idéias e projetos inovadores”, fustigou Menezes.

Troca troca

E os políticos seguem trocando de partido. O deputado estadual capitão Samuel filiou-se ao PEN depois de ter sido expulso do PSL. Sukita, o irrequieto ex-prefeito de Capela, não apenas se filiou ao PTN como transferiu o domicílio eleitoral para Japaratuba. Também estão de malas prontas os deputados estaduais pepistas Venâncio Fonseca e Maria Mendonça. Os dois não ficam no PP sob o comando do ex-deputado federal Mendonça Prado, ex-DEM. Pelo mesmo motivo, o vereador aracajuano Agamenon Sobral provocou a própria expulsão do PP para se filiar no PHS. E por aí vai!

Pão e água

Vinte e quatro das 75 prefeituras sergipanas estão atrasando os salários dos professores. A denúncia é da deputada estadual Ana Lúcia (PT). Segundo ela, os prefeitos estão desrespeitando o inciso X do artigo 7º da Constituição, que diz ser crime a retenção dolosa do salário do trabalhador. A deputada adverte que, no caso da educação, o atraso não se justifica, pois as Prefeituras recebem mensalmente recursos do Fundeb justamente para pagar aos professores. Ela tá certíssima!

Sintese ameaça

Este ano letivo não termina se o governo de Sergipe insista em não restituir o dinheiro cortado dos salários por conta dos sete dias da última greve dos professores. A ameaça é do Sintese, que representa os educadores estaduais. Segundo professor Joel Almeida, o Supremo não julgou se o corte dos dias parados é legal ou ilegal: “O ministro Luiz Fux apenas julgou improcedente a reclamação da legalidade da greve”, explica.

Maioridade penal

O deputado estadual do PSOL cearense, Renato Roseno, estará em Aracaju no próximo sábado. Vem participar do debate sobre a Redução da Maioridade Penal e a Criminalização da Vida, marcado para às 15h no anfiteatro da Praça Camerino. O evento é organizado pela legenda local e marcará a comemoração dos 10 anos de legalização do PSOL. Roseno é um militante histórico dos direitos humanos, da infância e do adolescente.

Pegou mal

Não pegou bem para o Hospital São Lucas, em Aracaju, a descoberta de remédios com validade vencida sendo usados pelos pacientes. O flagrante foi feito pelo Ministério Público Estadual e o Conselho Regional de Enfermagem de Sergipe (Coren/SE). Segundo a enfermeira Maia Cláudia Tavares, presidente do Conselho, foram encontrados medicamentos vencidos há mais de seis meses. Cruz, credo!

Atraso preocupa

E quem fez palestra ontem na Câmara dos Deputados foi o empresário sergipano Luciano Barreto, presidente da Associação Sergipana dos Empresários de Obras Públicas e Privadas. Ele disse aos deputados
que as construtoras não suportam mais paralisar as obras por falta de cumprimento contratual. “É muito mais caro para o setor público reiniciar uma obra inacabada, que iniciar e terminar aquela do ato da licitação”, ensinou.

Contra Cunha

O deputado federal João Daniel (PT/SE) foi um dos que assinaram a representação contra o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB/RJ). Protocolado na Corregedoria da Casa, o documento pede que sejam investigadas as denúncias contra o peemedebista, que teria depositado em bancos da Suíça 5 milhões de dólares oriundos de propina. A representação foi assinada por deputados do PT, PSOL, PPS, Rede, PMDB e PSB. É, a coisa tá feia pras bandas de Cunha!

Autógrafos

A jornalista Susane Vidal lança hoje seu primeiro livro. A noite de autógrafos está marcada para o Museu da Gente Sergipana, em Aracaju. Ela reuniu em ‘A Força de Um Olhar’, crônicas que já foram publicadas na Internet. A obra também será lançada este mês em Itabaiana, durante a bienal do livro que acontecerá naquele município sergipano. Prestigie!

Recorte de jornal

Publicado no jornal aracajuano Gazeta do Povo, em 17 de agosto de 1925

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários