Almeida, Fontes e o apoio de João

0

   No último final de semana o ex-deputado federal João Fontes manifestou-se através de alguns meios de comunicação sobre a defesa que o senador Almeida Lima (PMDB), vem fazendo do presidente do Senado, Renan Calheiros, nas acusações de pagar a pensão de uma filha com dinheiro recebido de uma construtora. João Fontes diz que o comportamento de Almeida é uma “tragédia” e que “só envergonha”  o povo sergipano, fortalecendo a tese de que ele (Fontes) deve permanecer na política.

 A pergunta é: Qual o motivo que levou João Fontes se manifestar apenas agora, neste caso de Almeida, quando há mais de um mês a sociedade sergipana está boquiaberta com a Operação Gautama e ele (Fontes) ficou calado? A intenção de Fontes ao criticar Almeida Lima é uma só: agradar ao ex-governador João Alves Filho (DEM) que não será candidato a prefeito em Aracaju e os votos do eleitorado dele será importante para o candidato de oposição ao candidato do governador Marcelo Déda (PT). Por isso, Fontes não falou da Operação Gautama que prendeu como suspeitos em Sergipe, não só o conselheiro Flávio Conceição, mas o empresário João Neto e o ex-deputado Ivan Paixão. Aliás, as gravações estão aí para quem ainda tem dúvidas.

  Fontes sabe que Almeida Lima, independente do  comando do PMDB em Sergipe ou não, é o principal nome para receber o apoio do ex-governador. Entre os motivos a possibilidade do DEM ter mais um senador, já que o primeiro suplente de Almeida é o empresário Max Andrade.

  Enquanto Almeida Lima maneja as peças – mesmo com risco de suicídio caso Renan não escape da degola – João Fontes segue como “cego em tiroteio” porque não tem até mesmo um partido político. Pensa em ser candidato por um partido que possa fazer uma aliança com o DEM, do ex-governador João Alves Filho.

  Cair nos braços de João Alves Filho nas eleições municipais do próximo ano é o principal objetivo de João Fontes que vê apenas esta possibilidade de conseguir chegar à prefeitura municipal de Aracaju. Esquece o ex-deputado que a trajetória política dele está recheada de contradições, a começar da última, onde a população ainda não esqueceu, quando foi candidato a governador na tentativa de levar as eleições ao segundo turno eleitoral. Fez de tudo, até mudou as cores do PDT para se assemelhar às cores do PT. De nada adiantou, João Fontes, teve exatos 21.183 dos votos válidos (2,12%), chegando a perder dos votos em branco. Parece que desta vez Fontes vai preferir assumir João Alves no palanque, a não ser que o ex-governador opte por Almeida Lima. Neste caso ele terá que se contentar novamente em fazer o papel para tentar levar a eleição em Aracaju para o segundo turno.

 

Sobre o artigo “Comunicação técnica, não política”

A quem interessar possa. Este jornalista não tem nada de pessoal contra qualquer profissional da imprensa. Apenas alerta que sempre cobrou uma mudança na política de comunicação governamental para acabar com a promiscuidade existente ao longo de vários anos. Esse negócio de dar “jeitinho” para ajudar uns e outros, que fizeram do dinheiro fácil das verbas governamentais objeto de suas vidas. Cada um tem seu espaço e não precisa ficar choramingando pelos cantos porque não é recebido por fulano, por beltrano…

 

Pensavam que João era governador vitalício

Aliás, este jornalista também não concorda em passar “borracha” no passado. Ele deve estar mais vivo do que nunca no presente e no futuro.

 

Corruptos que provocam fome e miséria, ficam impunes?

Indignação de um leitor:Nada melhor que os momentos de crise para que possamos refletir sobre nossas ações e omissões, e assim consertarmos os erros. Nos últimos dias a mídia, seja ela escrita ou televisiva, estar toda centrada em um único tema, a crise aérea, algo que vem afetando muito as classes altas. Agora vamos imaginar as televisões fazendo chamadas ao vivo e mostrando para o mundo inteiro o quanto tem de gente abaixo da linha de pobreza passando fome, o quanto que mudaria para melhor a vida dessas pessoas, se fosse instaurada uma CPI para acabar com a fome e a miséria. Mais a mídia não estar nem ai, para isso, pois já virou algo normal, pessoa morando embaixo da ponte catando lixo para comer, dormindo em papelões, isso tudo é normal. O que não pode é o executivo deixar de embarcar em seu vôo fretado e perder a reunião, é a dondoca não ir passar o final de semana em Nova York, isso é um caos, tem que ser resolvido urgentemente, tem que prender o coitado do controlador de vôo que como a grande maioria dos brasileiros trabalha muito e ganha quase nada. E os corruptos que provocam fome e miséria merecem ficar soltos e impunes?”

 

Governador encontra-se em Brasília

O governador Marcelo Déda (PT), viajou ontem, 25, à Brasília. Na agenda algumas audiências em busca de recursos na área do turismo. Déda pode ter contatos também na Controladoria Geral da União. Já na área da habitação o governo prepara o anúncio de um arrojado projeto habitacional através da Caixa Econômica Federal. O governador deve retornar amanhã, 27, quando e deve visitar o município de Muribeca.

 

Escutas da Pf: Privacidade de um delinqüente

Trecho de uma matéria da Folha de São Paulo de hoje,26, onde o diretor-fera da PF, Paulo Lacerda defende as escutas feitas em várias operações: Sobre a polêmica, Lacerda disse: “A privacidade de um delinqüente tem de ser invadida, sim, em defesa dos interesses das sociedade. A privacidade é garantida na Constituição, como também há garantias constitucionais para a vida, o patrimônio público e pessoal. Não há valores absolutos quando estão em questão interesses sociais”. Para ele, o uso de escuta requer “aperfeiçoamentos, mas a lei de hoje já garante a legalidade do uso”.

 

Operação Navalha: procurador abre investigação contra Magalhães

O procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, abriu investigação interna contra o deputado Paulo Magalhães (DEM-BA) para apurar suspeita de que ele recebeu propina de R$ 20 mil do dono da empreiteira Gautama, Zuleido Veras, que comandava o esquema de fraudes. Na semana passada, a Procuradoria abriu investigações contra mais dois deputados suspeitos de envolvimento em fraudes apuradas na Operação Navalha.

 

Jackson acha que ação de Almeida visa tomar PMDB

 Para o deputado federal Jackson Barreto (PMDB), o comportamento do senador Almeida Lima (PMDB) em defesa do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB/AL), nada mais é do que pensando em tomar o comando do partido em Sergipe. “Ele espera que isso venha a ajudá-lo a comandar o partido em Sergipe”, disse.Segundo Jackson, a sua filiação ao PMDB complicou a vida de Almeida, “até porque em Brasília se prestigia quem tem mandato e temos uma história no PMDB que ele (Almeida) não tem”, disse.Para o parlamentar federal, a história de Almeida em dizer que vai comandar o PMDB em Sergipe é a mesma história de que ele comandaria o PSDB e o PPS, “quando dizia aos quatro cantos que iria tomar e comandar o partido, não conseguindo nem um e nem outro”.

 

Jackson promete discurso contundente amanhã

O deputado federal Jackson Barreto anunciou que amanhã, 27, vai fazer um discurso contundente na Câmara dos Deputados sobre o Tribunal de Contas de Sergipe. Jackson defende que o TC seja extinto e dê lugar a um conselho de contas.

 

 

Rogério diz que apoiará Edvaldo

Durante o programa Liberdade sem Censura, o radialista Fábio Henrique questionou ao secretário Rogério Carvalho sobre o relacionamento dele com o prefeito Edvaldo Nogueira. Carvalho disse que era cordial, cooperativa, que nunca houve animosidade e o resto é falácia. O secretário afirmou que não está em campanha para a Prefeitura, que essa não é a hora para se discutir; que Edvaldo Nogueira, por ser prefeito, tem a prerrogativa de ser candidato à reeleição, e se Edvaldo for o candidato do grupo ele o acompanhará.

 

Convênio na saúde vai ajudar Prefeitura

Sobre  uma dívida de R$ 11 milhões na Secretaria Municipal de Saúde, Rogério informou que a despesa da Secretaria aumentou bastante porque foram criados inúmeros serviços que não existiam em Aracaju. Ele ressaltou o problema de repasse do Ministério da Saúde e que, como secretário de Estado, já fez um convênio do Governo com a Prefeitura que garante o repasse de R$ 1,6 milhões para a Secretaria Municipal de Saúde.

 

 

Energia elétrica desperdiçada na orla

De uma leitora atenta: “Tem uns quinze dias que diariamente percebo que as luzes próximas a Vila do Forró e em frente ao hotel Delmar tem ficado acessas no período diurno, fato que anteriormente não ocorria.O administrador da Orla tem que atentar para essas ocorrências que oneram custos para o Estado”.

 

Coluna saiu na frente com assalto à delegada

No último sábado à coluna publicou que uma delegada tinha sido assaltada nas proximidades da Casa Alemã. O fato foi comprovado, com o roubo de uma pistola automática. O nome da delegada: Nalile Bispo. O estranho é que a SSP tentou esconder da população. Essa tentativa não é a melhor solução. Não é melhor enfrentar o problema?

 

SSP: Intervenção do governador X Samba do crioulo doido

Aliás, sobre a SSP, a imprensa passou batida, mas é preciso lembrar. Quem exonerou nos últimos dias os diretores da COPCAL e da ACADEPOL,  literalmente atropelando o superintendente, segundo o qual não houve conversa prévia sobre o tema? O governador. Há algo errado na polícia civil. A superintendência tinha conhecimento dos fatos envolvendo os dois delegados, mas deveria  ter saído na frente e não esperado uma intervenção do governador. Aliás, fica a situação ridícula de ter sido exonerado o Arquimedes, que investigava Everton e Joel, para dois meses depois serem exonerados os investigados, em razão das denúncias de quem tinha caído antes.É o samba do crioulo doido. Uma pergunta: até a presente data aconteceu alguma reunião de trabalho entre os delegados da polícia civil. Será que eles foram apresentados ao planejamento estratégico, ou souberam apenas pela imprensa?

 

Caso Marley: Justiça tem que ser feita

Ao assistir ontem, 25, pelos telejornais locais os depoimentos das testemunhas de acusação contra Pablo Figueiredo ex-aluno da PM, que assassinou a ex-mulher Marley Dias, mãe de filhos gêmeos, este jornalista não entendeu porque um procurador do Estado está defendendo um acusado pelo Ministério Público Estadual. Ou seja, Estado contra Estado. A juíza Aidil Oliveira acatou o pedido de afastamento do advogado, mas o mesmo entrou com recurso. Não seria o caso,  depois que ele for afastado novamente, do MP pedir a punição dele junto à corregedoria da Procuradoria Estadual? Já o acusado deve ser condenado por crime hediondo, torpe e bárbaro. Não tem como. É um absurdo! A sociedade sergipana está atenta e preparada para qualquer mobilização contra as tentativas de inocentar Pablo Figueiredo. Os amigos e parentes da jovem assassinada podem contar com este espaço.

 

Tam cria vôo de Aracaju direto para São Paulo

O diretor da Tam em Sergipe, Wilson Borges esteve ontem, 25, na Secretaria de Estado do Turismo, e foi recebido pelo secretário-adjunto, José Roberto Lima. Borges fez esta visita para comunicar o lançamento de mais um vôo diário da companhia aérea partindo de Aracaju diretamente para São Paulo às 5:15 h, e outro partindo de São Paulo às 21:55. “Este novo vôo atende a uma demanda reprimida de dois públicos. O primeiro, de executivos de Aracaju que desejam ir e voltar para São Paulo no mesmo dia, e o segundo, é para atender o fluxo de turistas que está crescendo muito e precisa que haja realmente novos vôos para suprir esta necessidade”, disse Borges.Esta nova linha já se encontra em operação desde o último fim-de-semana.

 

Criticas as medidas adotadas pela SMTT

De um leitor:  “O nosso querido prefeito Edvaldo Nogueira que abra os olhos. Tem gente que está enganando, jogando de zagueiro para fazer gol contra. Todo mundo está cansando de saber que somente multa não resolver a questão. Tudo depende da educação. Não se vê em lugar nenhuma de Aracaju uma campanha de educação no trânsito. Por exemplo, que tal espalhar nas avenidas out- doors com imagens de acidentes gravíssimos? Não precisa identificar os acidentados nem as placas dos veículos. Essa coisa de colocar pardais e radares não vai resolver. Somente vai pegar os infratores eventuais, porque os contumazes vão continuar correndo e tirando o pé nos locais fiscalizados. O doutor Antônio Samarone, zagueiro central do time do prefeito Edvaldo Nogueira fala em ocorrências de tantos acidentes na cidade de Aracaju, mas somente se refere à curva da Beira Mar (Iate). Prefeito Edvaldo Nogueira, abra os olhos, não tome gol contra!”.


 

Leitor defende medidas adotadas pela SMTT

De um leitor: “Defendo esta sinalização; e mais ainda sou a favor de que nem houvesse placas avisando sobre a fiscalização eletrônica, mas sim a obrigatoriedade das placas de sinalização sobre a velocidade máxima permitida. As pessoas que estão criticando com certeza são aquelas que  mais devem abusar dos limites de velocidade entre outras imprudências. A educação em propaganda rádio-televisiva, revistas e jornais devem continuar (campanhas para uso de camisinha, evitar dirigir quando for beber etc acabaram???), mas se imaginarmos que apenas a educação vai funcionar, sinto muito em quem acredita nisso mas esta plenamente equivocado. Sabemos bem que, em nosso país, vivemos num antro de impunidade; ninguém quer mudar, todos tem razão do que faz e mentir tornou-se atitude costumeira. As pessoas só cumprem regras, leis etc quando estão sujeitas a punições como prisão, multas etc. Em Brasília existem avenidas e ruas largas, retões e a velocidade é de 60km/h.. Porque aqui tem que ser diferente? Pq as pessoas estavam acostumadas e ninguém gosta de mudanças repentinas, mas devemos nos acostumar e pensar no bem estar geral, coletivo, e não no individual. Alguém lembra da campanha do sinal de vida onde, com o punho cerrado e polegar voltado para cima dávamos o sinal para q os carros parassem e nos dessem passagem pela faixa de pedestres. Eu vi funcionar isso apenas nas faixas próximas ao shopping jardins pq sempre havia policiais do CPTRAN por lá. Nunca vi carro parar na orla ou em qualquer outra faixa da cidade. Na época houve inclusive quem não gostasse da idéia pq achavam q algumas pessoas ou crianças iriam, só por brincadeira, fazer o sinal pros carros pararem e estes não atravessariam e ririam dos mesmos. Arrumam desculpas para tudo. Coisas daqui.. Alias, deste país.. “.

 

  

Apagão aéreo culpa da prosperidade?

Do advogado e professor Cláudio Alexandre dos Santos e Silva: “O nosso país é de um distanciamento da realidade tão grande e de políticos que crêem que o povo é gado (até com um pouco de razão) que temos autoridades – não por merecimento, mas, por ocupar um cargo público do alto escalão – que dizem o que quer sem ao menos se dar ao trabalho de pensar na repercussão de tal absurdo (ia colocar mugido, mas seria uma ofensa às vacas).Relaxar e gozar até que é fácil, mas pelo menos poderiam colocar uma cadeira mais confortável no aeroporto.Sendo muito sincero o que mais doeu meus ouvidos foi à declaração de Guido Mantega de que o apagão aéreo é culpa ou melhor conseqüência da prosperidade. Ora temos duas formas de analisar tal afirmação, partindo do princípio de que fosse verdade: O sistema aéreo de tão sucateado não suporta um simples acréscimo de passageiros, já que durante muito tempo foi transporte de elite e a outra, no meu ver muito mais grave, o país não está pronto para crescer e prosperar e o “Espetáculo do Crescimento” do nosso presidente Lula Molusco é outra mentira.Conclusão: nem aquela célebre frase de que a saída para o Brasil é o Aeroporto Internacional cabe mais no atual momento do País, pois com o apagão teremos que esperar pelo menos 69h em homenagem a nossa Sexoministra”. Acesse o blog: historiasdeadvogadoprofessor.blogspot.com

 

Frase do Dia

Existe um tempo certo para cada coisa, momento oportuno para cada propósito debaixo do Sol: Tempo de nascer, tempo de morrer; tempo de plantar, tempo de colher (Eclesiastes 3:1-2)

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários