André está encrencado

0

O deputado federal André Moura (PSC) apressou-se em distribuir nota explicando que as denúncias do Ministério Público contra ele baseiam-se “somente nas acusações de um ex-prefeito de Pirambu, apresentando denúncias falsas”. Não é assim que pensa o ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes. Em seu voto, o magistrado foi categórico: “Há indícios suficientes de autoria, que justificam o recebimento das denúncias. Nos três casos, a meu ver, parece que a descrição é suficientemente adequada para projetar os tipos penais dos incisos I e II do artigo 1º do Decreto-Lei 201/1967. Os incisos citados pelo ministro alcançam quem, entre outras coisas, se apropria de bens ou rendas públicas, ou as desvia em proveito próprio ou alheio. E Gilmar Mendes segue em seu voto: “Portanto, estou rejeitando a ideia de que as denúncias são ineptas”. Fica claro que os quatro minguados parágrafos da nota oficial do deputado André Moura estão longe de convencer alguém, principalmente os ministros do Supremo e a sociedade sergipana.

Vida mansa

Lembrete a quem amanheceu nesta sexta-feira na maior pindaíba: cada vereador de Aracaju custa anualmente aos contribuintes a bagatela de R$ 1,4 milhão. Pior é que, diferente de quem trabalhada de sol a sol para ganhar um minguado salário mínimo, os marajás da Câmara Municipal quase nada fazem para justificar as mordomias a que têm direito. Não esqueça disso em 2016, quando alguém lhe pedir seu voto para vereador!

Abra o olho

A Anvisa proibiu a distribuição e comercialização de dois lotes de azeite de oliva extravirgem, marca La Española. De acordo com a resolução da Agência, o laudo do Instituto Adolfo Lutz apresentou resultado insatisfatório no ensaio de ácidos graxos. Portanto, passe longe do azeite La Española!

De olho em 2016

Os pré-candidatos a cargos eletivos em 2006 estão aproveitando os festejos juninos para angariar simpatia popular. A agenda dos “caçadores de votos” inclui tapinhas nas costas, um aperitivo numa roda de animados jovens, e dançar um xote, xaxado ou baião. Freqüentemente, as mulheres têm se recusado a dançar com os vereadores de Aracaju que votaram a favor da taxa de iluminação pública, aumento do IPTU e reajuste da passagem de ônibus. Bem feito!

Viagem longa

O avião da Avianca, que saiu ontem à noite de Brasília e deveria chegar em Aracaju por volta da meia noite, só conseguiu pousar as 3h de hoje no aeroporto Santa Maria. Na aeronave estavam quatro deputados federais, que esperavam desembarcar no horário previsto para dar uma chegadinha no Forró Caju. Por culpa da Avianca, a festa dos parlamentares foi pras cucuias.

Indústria reage

A Federação das Indústrias de Sergipe divulga daqui a pouco, uma Nota Técnica explicando o impacto do aumento do ICMS da energia elétrica consumida pelo segmento industrial. Será durante entrevista coletiva do presidente da entidade, Eduardo Prado. Os empresários garantem que o exagerado aumento proposto pelo Governo do Estado vai agravar ainda mais a crise do setor, devendo provocar o fechamento de várias empresas.

Quebradeira geral

O rendimento real habitual médio da população caiu 1,9% em maio na comparação com abril passado. Segundo o IBGE, o valor ficou em R$ 2.117,10 no quinto mês deste ano, contra R$ 2.158,74 no mês anterior.
A queda em relação a maio do ano passado foi 5%: o rendimento registrado em 2014 era de R$ 2.229,28. É a crise deixando o trabalhador na maior pendura!

Barulho do Piso

O governador Jackson Barreto (PMDB) não contava com a barulhenta presença de professores, durante inauguração das reformas de uma escola estadual em Aracaju. Enquanto oradores tentavam elogiar a obra, os educadores cantavam a uma só voz: “ô lê, ô lê, ô lê ô lá, o Piso é lei, tem que pagar”. Pior é que os professores prometem comparecer a todos os atos oficiais do governo. Haja barulho!

Braços cruzados

Os trabalhadores na área da saúde da rede estadual e os motoristas das ambulâncias do Samu cruzam os braços daqui a pouco. A paralisação, que se estenderá por toda a manhã de hoje, visa protestar contra medida cautelar do Tribunal de Contas proibindo a redução da carga horárias destas categorias, de 36h para 24h. A decisão do TCE prejudica os motoristas e assistentes de enfermagem do Samu, que conquistaram o benefício na greve realizada no ano passado.

Forró Sirí

Depois do Forró Caju e do Arraiá do Povo, hoje é dia de se esbaldar no Forró Sirí. Organizada pela Prefeitura de Socorro, a festança começa nesta sexta-feira e segue até domingo, véspera de São Pedro. Durante os três dias, 15 bandas de forró se apresentarão na arena montada na avenida principal do conjunto residencial João Alves. Nesta sexta, vão se apresentar as bandas Católica Comunidade Que Canta, Fogo na Saia, Calcinha Preta e os forrozeiros Edgard do Acordeon e Rafael Gonçalves. Participe!

Recorte de jornal

Publicado no Correio de Aracaju em 28 de abril de 1915.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais