Aparando arestas

0

Tivesse entregue ao vice Jackson Barreto (PMDB) a tarefa de negociar com os servidores estaduais, o governador licenciado Marcelo Déda (PT) não teria sofrido tanto desgaste junto à categoria. No comando temporário do Executivo, o peemedebista abriu o diálogo com os funcionários em greve, ouviu as reivindicações e, mesmo com as dificuldades financeiras do governo, apresentou propostas concretas. Em poucos dias, Jackson tem conseguido aparar as arestas criadas pela falta de tato de alguns auxiliares, que só sabem dizer ‘não tem’ e ‘não pode’. Naturalmente, o governador em exercício não conseguirá atender todas as demandas apresentadas pelos sindicatos, mas já deu um grande passo: fechar o ciclo de beligerância entre governo e servidores.

Pesquisa

Se as eleições ocorressem hoje, a presidenta Dilma Rousseff teria 52,8% dos votos e venceria no primeiro turno. Na pesquisa feita pelo Instituto MDA, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) aparece com 17% dos votos, seguido pela ex-ministra Marina Silva e o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, com 12,5% e 3,7% respectivamente.
O instituto entrevistou duas mil pessoas, em 134 municípios de 20 estados, entre os dias 1º e 5 deste mês.

Ô, é Bahia, é?

Com muito foguetório, foi assinada ontem a ordem de serviço para reformar o estádio Lourival Baptista, em Aracaju. Serão investidos R$ 15 milhões para transformar o campo numa moderna praça de esporte. Muita gente só não entendeu porque as arquibancadas da maquete virtual foram pintadas de azul, vermelho e branco. Será uma homenagem ao Bahia, que na semana passada jogou com o Botafogo no velho Batistão?

Prevenção

O Ipesaúde levou ontem o Programa Viver Melhor para a Secretaria de Estado do Plenejamento Orçamento e Gestão (Seplag) visando difundir junto aos servidores a importância da prevenção à saúde. Até o final do expediente desta quarta-feira estão sendo oferecidos serviços como aferição da pressão arterial, teste glicêmico, ginástica laboral, vacina contra a gripe, hepatite e tétano, além de orientação sobre saúde bucal do adulto.

No Supremo

O governo de Sergipe ajuizou no Supremo Tribunal Federal (STF) uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) contra alterações feitas pela Assembléia nas regras de indicação de conselheiros do Tribunal de Contas do Estado. Um dos pontos contestados é o prazo de 20 dias para o governador nomear os indicados pelo Legislativo para o TCE. O relator da ADI é o ministro Celso de Mello.

Cesta básica

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) autorizou a retomada do pagamento retroativo de auxílio-alimentação para juízes de Sergipe e outros sete estados entre 2006 e 2011. O CNJ entendeu que não se pode tomar decisões uma vez que a questão está sendo judicializada e ainda deverá ser discutida pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Tá melhor

O prefeito de Aracaju, João Alves Filho (DEM), recupera-se bem da cirurgia a que foi submetido segunda-feira para retirar um cisto benigno retro-retal. O demista deve deixar o Hospital Sírio Libanês amanhã, mas ficará em repouso por mais 10 dias. Enquanto isso, a capital sergipana está sendo administrada pelo vice-prefeito José Carlos Machado (PSDB).

Benefícios

O governo federal anuncia nesta quarta-feira a liberação de uma linha de financiamento para a aquisição de móveis e eletrodomésticos aos beneficiários do Programa Minha Casa, Minha Vida. A idéia é que as famílias beneficiadas possam comprar equipamentos básicos como fogão e geladeira. Que tal também um rádio de pilha para ouvir os jogos da Copa?

Banco dos réus

E quem senta hoje no banco dos réus é o sargento Edgard Menezes, presidente da Associação dos Militares do Estado de Sergipe. Ele será julgado pelo Conselho Permanente da Justiça Militar por ter dado uma entrevista criticando a Operação Visibilidade desenvolvida pelo comando da PM. Caso seja condenado, o sargento poderá pegar de um a três anos de reclusão.

Coisas de amor

Numa encruzilhada de Aracaju, um pequeno despacho chamava ontem a atenção dos transeuntes. Uma garrafa de cidra barata, alguns cigarros espalhados pelo chão, uma caixa de fósforos aberta e uma rosa vermelha largada. Quem entende de macumba jura que aquele tipo despacho é para resolver coisas de amor. Resta saber se os "santos" aceitaram a prenda.

Do baú político

A primeira mulher a se eleger prefeita em Sergipe foi Núbia Macedo (PTB), esposa do líder trabalhista Francisco de Araújo Macedo. Em 1950, ela se candidatou em Estância contra Francisco Pires (UDN) e Raimundo Souza (PSD), duas importantes lideranças locais. Enfrentou todo tipo de preconceito, pois as classes mais abastadas do município não aceitavam ser governadas por uma mulher. Os violentos comícios e a presença de jagunços na cidade intimidavam os eleitores. Para a surpresa da turma do PSD e da UDN, quando as urnas foram abertas só deu a petebista. Derrotado, Raimundo Souza confessou: “A minha decepção foi enorme. Os votos para Núbia Macedo chegavam em correnteza”. Mas como isso aconteceu, se até o dia do pleito pouca gente assumia publicamente que votaria nela? O estanciano João Batista de Oliveira Santos revela o enigma: “os eleitores de Chico Pires e Raimundo Souza iam para a seção eleitoral com as cédulas dos dois nas mãos e a de dona Núbia entocada. O medo de represarias era tanto que as mulheres escondiam a cédula da candidata nas calcinhas”.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais