Apertem os cintos

0

O prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PCdoB) reúne hoje o secretariado para ordenar que apertem os cintos, evitem despesas desnecessárias, principalmente com a contratação de comissionados. Esta ordem é natural sempre que um chefe de Executivo toma posse. O difícil é o próprio seguir a orientação ou agir com dureza contra o auxiliar que gasta além do previsto. A determinação de Nogueira, contudo, soa péssimo para o funcionalismo, que sonha com um reajuste salarial. Ora, se não tem dinheiro nem para o custeio da máquina, também não há para melhorar a vida dos servidores. Pior do que isso é risco de novos atrasos dos salários, a exemplo do que vinha ocorrendo na calamitosa administração do ex-prefeito João Alves Filho (DEM). Sem mais cinto para apertar, resta ao coitado do servidor municipal torcer pela melhoria econômica do país, de Sergipe e de Aracaju o que, segundo alguns economistas, é coisa muito difícil de acontecer em curto prazo.

Malandragem

Tem prefeito mentindo quando denuncia ter recebido a administração em petição de miséria. Pelo menos é o que garante o presidente do Tribunal de Contas de Sergipe, Clóvis Barbosa. Graças à Operação Desmonte, desenvolvida pelo TCE e o Ministério Público, é possível dizer quem falta com a verdade ao alardear ter herdado uma terra arrasada. Segundo Clóvis, entre os loroteiros está a prefeita de Capela, Silvany Sukita (PTN), esposa do não menos falastrão Manoel Sukita (PTN). Misericórdia!

Mãos vazias

O Jornal as Cidade publica hoje que o ministro da Saúde, Ricardo Barros, que esteve ontem em Aracaju, veio de mãos vazias. Visitou hospitais, palestrou para prefeitos, recebeu muitos pedidos, mas não anunciou a chegada de novos recursos ou equipamentos hospitalares. Segundo o JC, ficou a impressão de que a vinda de Barros foi só uma demonstração de força política do deputado federal André Moura (PSC), que o convidou. Só que trazer um ministro de mãos abanando não fortalece a imagem de ninguém. Cruz credo!

Abra o olho

A cada 15,9 segundos ocorre uma tentativa de fraude através do roubo de identidade, em que dados pessoais são usados por criminosos para firmar negócios. Segundo o Indicador Serasa Experian, entre as tentativas de golpe, a principal é a emissão de cartões de crédito obtidos com identificação falsa ou roubada. Fique ligado!

De volta

A assessoria da senadora licenciada Maria do Carmo Alves (DEM) informa que ela reassumirá o cargo ainda este mês. A demista se afastou, em novembro de 2015, para assumir a Secretaria de Ação Social de Aracaju, tendo sido substituída pelo suplente Ricardo Franco. Incomodado porque Maria reassumiu para votar no impeachment de Dilma Rousseff (PT), o moço se afastou, cedendo lugar ao 2º suplente, pastor Virgínio Carvalho (PSC).

Saída honrosa

A quem andou “plantando” notinhas na imprensa dizendo que seria secretário do prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) e até agora não foi indicado, só resta seguir o conselho do saudoso mineiro Tancredo Neves: “Diga que foi convidado, mas não aceitou e que eu fiquei muito decepcionado com a sua recusa”. Cruzes!

Baixo nível

E o senador Eduardo Amorim (PSC) não se cansa de lançar farpas contra o governador Jackson Barreto (PMDB). Depois de chamá-lo de inconsequente, preguiçoso e frouxo, agora o taxou de “maldoso, ditador e caloteiro”. JB não deixa por menos: “O senador é um moleque, irresponsável e incompetente”. Baixaria igual só em beco escuro. Crendeuspai!

Novo deputado

O jornalista Gilmar Carvalho será empossado deputado estadual na próxima segunda-feira. O juramento do novo parlamentar vai acontecer no gabinete da presidência da Assembleia. Gilmar substituirá o ex-parlamentar Valmir Monteiro (PSC), que renunciou para assumir a prefeitura de Lagarto. Na última segunda-feira, Adelson Barreto Filho (PR) e Morito Matos (PROS) foram empossados nas vagas deixadas pelos hoje prefeitos de Estância e Socorro, respectivamente, Gilson Andrade (PTR) e padre Inaldo (PCdoB).

Super salário

E por falar em padre Inaldo, o salário dele é de R$ 39,6 mil. Como ninguém no Brasil pode receber além do teto salarial, ele vai embolsar mensalmente R$ 32 mil, o mesmo que o governador Jackson Barreto (PMDB). Ressalte-se que o reverendo prefeito não tem culpa do super salário, que foi aprovado pelos vereadores socorrenses no ano passado. Então, tá!

Cadê a Polícia?

A maioria dos municípios sergipanos não dispõe de delegados de Polícia nos finais de semana. O número de policiais militares também é reduzido nas cidades interioranas. Nem precisa dizer que a falência do setor policial só interesse à marginalidade, que tem aterrorizado a população indefesa. Uma lástima!

Convite recusado

O jornalista Tiago Hélcias recusou o convite feito pelo vereador Josenito Vitale, o “Nitinho” (PSD), para assumir a Diretoria de imprensa da Câmara de Aracaju. “Aprendi na vida que para tudo é preciso dedicação, o que, por conta de outros compromissos profissionais, isto não iria ser possível. Para quem vier, o desafio é gigantesco”, postou Hélcias no Facebook.  Ele encerra desejando “sucesso ao amigo Nitinho nesta árdua missão de conduzir o Legislativo municipal”.

Recorte de jornal

Publicado no jornal laranjeirense O Horizonte, em 22 de novembro de 1885

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários