Apertem os cintos

0

O governador Jackson Barreto (PMDB) reuniu ontem o novo secretariado para ordenar que apertem os cintos, evitando despesas desnecessárias, principalmente com a contratação de comissionados. Esta ordem é natural sempre que um chefe de Executivo toma posse. O difícil é o próprio seguir a orientação ou agir com dureza contra o auxiliar que gasta além do previsto. A determinação de Jackson, contudo, soa péssimo para o funcionalismo, que sonha com um reajuste salarial agora em 2015. Ora, se não tem dinheiro para o custeio da máquina, também não há para melhorar a vida dos servidores. Pior do que isso é a constante ameaça de novos atrasos dos salários, a exemplo do que já ocorreu nos dois últimos meses de 2014. Sem mais cinto para apertar, resta ao coitado do servidor torcer pela melhoria econômica do Estado o que, segundo alguns economistas, é coisa muito difícil de acontecer em curto prazo.

Banco dos réus

O Partido Solidariedade (SD) colocou Sergipe no banco dos réus.  Em uma Ação Direta de Inconstitucionalidade impetrada no Supremo Tribunal Federal, a legenda questiona os benefícios fiscais concedidos às indústrias que se instalam no Estado. O SD moveu ações idênticas contra a Bahia e o Espírito Santo. As ADIs estão sob a relatoria do ministro Roberto Barroso.

Piso maior

O piso salarial do magistério terá aumento de 13,01%. Com o reajuste, o salário inicial do professor passará para R$ 1.917,78 a partir deste mês. O cálculo está previsto na Lei do Piso (Lei 11.738/2008), que vincula o aumento ao percentual de crescimento do valor anual mínimo por aluno, referente aos anos iniciais do ensino fundamental urbano.
O novo montante é relativo ao salário inicial dos professores de escola pública com  jornada de trabalho de 40 horas semanais.

Volta ao BNB

O governador Jackson Barreto se reuniu ontem com o secretário de Desenvolvimento Econômico, Saumíneo Nascimento, e lhe agradeceu pelos bons serviços prestados ao Estado. Saumíneo deverá voltar para o BNB, de onde é funcionário. Para seu lugar são cotados o empresário Ivan Leite, o advogado Chico Dantas e o pastor e ex-deputado Mardoqueu Bodano. Fala-se também que o ex-prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PCdoB), está na disputa. JB só definirá amanhã quem será o secretário. Esta informação é do blog Primeira Mão.

Reuniões adiadas

Ficaram para amanhã as audiências que o governador Jackson Barreto concederia hoje aos presidentes do PSB e PRB, respectivamente, Valadares Filho e Heleno Silva. Os dois querem discutir a participação dos partidos no 1º escalão do governo, que está quase completo. Só falta Jackson indicar titulares para as Secretarias de Inclusão Social, Cultura, e Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia. Resta saber se, além destas, Heleno e Valadares se conformam com cargos no 2º escalão.

Conversa mole

A maioria das propostas feitas pelo prefeito João Alves Filho (DEM) se encontra em fase de licitação. Este é o frágil argumento da Prefeitura de Aracaju para justificar o não cumprimento de quase todas as promessas de campanha. No caso do prometido edifício garagem, a municipalidade defende-se criticando os empresários sergipanos, que não se interessaram em fazer uma Parceria Público Privada (PPP) para executar a obra. Como se vê, a culpa não é de João Alves!

Há vagas

O Diário Oficial do Estado já publicou nos últimos dias 847 nomeações de comissionados, representando algo em torno de 28% dos mais de 3 mil CCs exonerados em dezembro passado. A ideia do governo é seguir nomeando até alcançar os 30% pretendidos para tocar a máquina administrativa. Ontem, contudo, o governador Jackson Barreto disse ao Jornal da Cidade que este percentual pode ser ampliado: “Pode haver aqui e ali alguma alteração”, previu. Então, tá!

PT de fora

Um atento servidor, que acompanha as recentes nomeações de comissionados, garante não existirem petistas conhecidos nesta nova safra de CCs. A constatação faz aumentar a suspeita  de que a exoneração em massa dos ocupantes de cargos em comissão visou mais afastar o PT das tetas do Poder, do que permitir que o Estado economize alguns trocados. Homem, será?

Na Justiça

A Justiça pode suspender a sessão da Assembleia que aprovou a extinção do Adicional do Terço para os servidores da ativa e o transformou em gratificação fixa-reajustável para os aposentados. Pelo menos é o que propõe o mandado de segurança impetrado pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica (Sintese). A entidade alega que o projeto do governo foi votado em plenário mesmo tendo sido rejeitado na Comissão de Administração e Serviço Público.

Com JB

A ex-primeira dama do Estado, Eliane Aquino (PT), deve ser recebida hoje pelo governador Jackson Barreto (PMDB). Os dois vão tratar sobre a permanência ou não da petista em Sergipe. Na primeira hipótese, ela seria contemplada com a Secretaria da Inclusão Social, pasta que comandou até a última campanha eleitoral. No caso de resolver deixar o Estado, Eliane seria nomeada chefe do Escritório Político de Sergipe em Brasília.

Recorte de jornal

Publicado no aracajuano Diário da Manhã em 26 de outubro de 1912

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais